Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 663
TRANSTORNO DISSOCIATIVO DE IDENTIDADE (MÚLTIPLAS PERSONALIDADES): INTRODUÇÃO E REFLEXÕES

Palavra-chaves: TRANSTORNO DISSOCIATIVO DE IDENTIDADE, SITUAÇÕES TRAUMÁTICAS, OLHAR CRÍTICO REFLEXIVO Comunicação Oral (CO) AT-05: SAÚDE MENTAL Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI) está enquadrado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) como transtornos dissociativos. Define ‘’Dissociação’’ como um processo mental que ampara um mecanismo que possibilita enfrentar situações traumáticas e dolorosas, e entendesse como transtorno mental aquilo que causa alterações do funcionamento da mente humana, que afeta o desempenho do indivíduo fragilizando seus prazeres na vida social em geral. O sofrimento intenso provoca, em algumas vezes, a necessidade de dissociar da mente humana, semelhante a um desfiladeiro para um rio cheio que esta preste e transbordar. O presente artigo tem como finalidade principal explanar de forma introdutória o transtorno dissociativo de identidade. E de forma subjacente provocar um olhar crítico-reflexivo a respeito desta polêmica e controversa condição mental, que no âmbito religioso, é tida como um fenômeno de possessão vinda de uma ordem divina sobrenatural. Tendo como material de pesquisa artigos recentes publicados acerca do tema, que não foi até o presente momento fechado com apenas uma explicação cientifica, além das não cientificas. O artigo apresentara essa condição mental em óticas múltiplas, ou seja, ele não tem como finalidade fechar uma única linha de pensamento, apenas adentrar as mais variáveis possíveis, porem nem todas. E que assim como o corpo desse artigo, essa condição mental não seja fechada a um só modelo de pensamento, já que essa condição mental esta totalmente vinculada a subjetividade do indivíduo e a suas memórias, suas emoções, suas crenças. E que através de um olhar eclético, possa-se amenizar ou resignificar esse sofrimento.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.