Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

AVALIAÇÃO DA EXCITABILIDADE CORTICAL APÓS TREINAMENTO INTENSIVO COM REALIDADE VIRTUAL PARA REABILITAÇÃO DO MEMBRO SUPERIOR EM PACIENTES PÓS-AVC

Palavra-chaves: TERAPIA DE EXPOSIÇÃO À REALIDADE VIRTUAL, ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL, REABILITAÇÃO Comunicação Oral (CO) AT-09: FISIOTERAPIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é um distúrbio neurológico comum, classificado como a terceira causa de morte e a principal causa de incapacidade em longo prazo no mundo. Com os avanços tecnológicos, a realidade virtual tem sido usada amplamente para cuidados e reabilitação no AVC. Nesse sentido, objetivou-se avaliar a experiência e eficácia de um sistema de realidade virtual para promover a reabilitação do membro superior no pós-AVC. Trata-se de uma pesquisa de caráter experimental, descritiva, analítica, com abordagem quantitativa. A amostra foi do tipo não probabilística por acessibilidade, composta por 03 pacientes pós-AVC. Além do jogo para treinamento dos participantes, foram utilizados os seguintes instrumentos para avaliação: Ficha de Avaliação Clínica, Mini-Exame do Estado Mental e o Limiar Motor de Repouso. Os dados obtidos foram expressos descritivamente, em média, desvio padrão da média e porcentagem. Para comparar os dois grupos, utilizamos o teste “t” paramétrico. A análise inferencial foi realizada através do programa estatístico GraphPad Prism 6.0. Em todas as análises foi considerado o nível de significância de 5% (P<0,05). Este trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UEPB sob nº51638015.0.0000.5187. Os resultados desse estudo mostraram que o Leap Motion Controller é uma nova ferramenta de alto nível. O uso intensivo a curto prazo, proporcionou a diminuição do limiar motor cortical dos pacientes estudados (P=0,0430). No entanto, sugere-se que sejam realizados novos estudos com desenhos metodológicos randomizados e controlados com amostras maiores de pacientes pós-AVC.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.