Artigo Anais SEMLICA

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-9333

Visualizações: 173
EVOLUÇÃO DA QUANTIDADE DE FRUTOS E DE PENCAS DA BANANEIRA NANICA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE BIOFERTILIZANTES

Resumo

Objetivou-se estudar a eficiência de 5 tipos (B1 = à base de esterco bovino não enriquecido, B2 = à base de esterco bovino enriquecido com farinha de rocha MB4, B3 = à base de esterco bovino enriquecido com MB4 e leguminosa, B4 = à base de esterco bovino enriquecido com MB4 e cinza de madeira e B5 = à base de esterco bovino enriquecido com MB4, leguminosa e cinza de Madeira) e de 10 doses (variando de 0 a 2,7 L/planta/vez, com intervalo de 0,3) de biofertilizantes na quantidade de frutos e de pencas da bananeira Nanica (1º ciclo). O experimento foi conduzido, em condições de campo, na Escola Agrotécnica do Cajueiro, Universidade Estadual da Paraíba, em Catolé do Rocha-PB. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados, com 40 tratamentos, no esquema fatorial 5 x 10, com quatro repetições, totalizando 200 parcelas experimentais (1 planta/parcela). Os resultados obtidos mostram que os tipos de biofertilizante não exerceram efeitos significativos no número de frutos por cacho, no número de pencas por cacho e no número de frutos por penca; as doses de biofertilizante na afetaram de forma significativa o número de frutos por cacho e o número de pencas por cacho; e que houve aumento do número de frutos por penca da bananeira com o incremento da dose do biofertilizante B4 até o limite ótimo de 1,53 L/planta/vez, que proporcionou um número máximo de frutos por penca de 14,3, havendo redução a partir daí.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.