Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO DA PARAÍBA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Palavra-chaves: VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, PARAÍBA Comunicação Oral (CO) Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero
"2016-06-08 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 18735
    "edicao_id" => 42
    "trabalho_id" => 149
    "inscrito_id" => 789
    "titulo" => "VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO DA PARAÍBA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA"
    "resumo" => "A cada 15 segundos uma mulher é agredida no Brasil, seja fisicamente, moralmente, psicologicamente ou sexualmente. Na Paraíba os números de casos de violência contra mulher aumentou bastante nos últimos anos, sendo assim o objetivo do presente trabalho foi obter um levantamento sistemático dos estudos realizados sobre a violência contra a mulher no estado da Paraíba, no período dos anos de 2003 a 2013. Para tanto, realizou-se um pesquisa nas bases de dados do Scientific Eletronic Library Online (Scielo), da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e do Google Acadêmico. Na busca realizada, utilizando como descritores “violência contra a mulher na Paraíba” e “violência contra a mulher e o papel do psicólogo”, contabilizou-se 25 trabalhos. Destes, apenas 13 foram selecionados como se tratando da violência contra a mulher no estado da Paraíba e o papel do psicólogo nestes casos, e foram analisados qualitativamente. Os resultados indicaram que: (1) a maioria das mulheres sofrem com a violência física, seguidos da sexual e da psicológica; (2) as mulheres procuram pouco as delegacias para fazer a denuncia (3) o agressor, em sua maioria é o companheiro ou ex-companheiro; (4) mulheres que moram em bairros de classe mais baixa e que a família utiliza alguma droga estão mais propensas a serem vítimas de violência; e (5) a atuação do psicólogo é de extrema importância para melhorar a autoestima das mulheres. Com base nos resultados, observa-se a necessidade de estudos mais recentes sobre a temática no estado."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero"
    "palavra_chave" => "VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, PARAÍBA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV053_MD1_SA8_ID789_30042016165326.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:16"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MONALISA LUCENA DE ALMEIDA OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "MONALISA LUCENA"
    "autor_email" => "monalucena93@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2016"
    "edicao_logo" => "5e4d91ff53faf_19022020165231.png"
    "edicao_capa" => "5f1840b2f13c7_22072020103546.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-08 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 18735
    "edicao_id" => 42
    "trabalho_id" => 149
    "inscrito_id" => 789
    "titulo" => "VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO ESTADO DA PARAÍBA: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA"
    "resumo" => "A cada 15 segundos uma mulher é agredida no Brasil, seja fisicamente, moralmente, psicologicamente ou sexualmente. Na Paraíba os números de casos de violência contra mulher aumentou bastante nos últimos anos, sendo assim o objetivo do presente trabalho foi obter um levantamento sistemático dos estudos realizados sobre a violência contra a mulher no estado da Paraíba, no período dos anos de 2003 a 2013. Para tanto, realizou-se um pesquisa nas bases de dados do Scientific Eletronic Library Online (Scielo), da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e do Google Acadêmico. Na busca realizada, utilizando como descritores “violência contra a mulher na Paraíba” e “violência contra a mulher e o papel do psicólogo”, contabilizou-se 25 trabalhos. Destes, apenas 13 foram selecionados como se tratando da violência contra a mulher no estado da Paraíba e o papel do psicólogo nestes casos, e foram analisados qualitativamente. Os resultados indicaram que: (1) a maioria das mulheres sofrem com a violência física, seguidos da sexual e da psicológica; (2) as mulheres procuram pouco as delegacias para fazer a denuncia (3) o agressor, em sua maioria é o companheiro ou ex-companheiro; (4) mulheres que moram em bairros de classe mais baixa e que a família utiliza alguma droga estão mais propensas a serem vítimas de violência; e (5) a atuação do psicólogo é de extrema importância para melhorar a autoestima das mulheres. Com base nos resultados, observa-se a necessidade de estudos mais recentes sobre a temática no estado."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero"
    "palavra_chave" => "VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, PARAÍBA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV053_MD1_SA8_ID789_30042016165326.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:16"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MONALISA LUCENA DE ALMEIDA OLIVEIRA"
    "autor_nome_curto" => "MONALISA LUCENA"
    "autor_email" => "monalucena93@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2016"
    "edicao_logo" => "5e4d91ff53faf_19022020165231.png"
    "edicao_capa" => "5f1840b2f13c7_22072020103546.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-08 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

A cada 15 segundos uma mulher é agredida no Brasil, seja fisicamente, moralmente, psicologicamente ou sexualmente. Na Paraíba os números de casos de violência contra mulher aumentou bastante nos últimos anos, sendo assim o objetivo do presente trabalho foi obter um levantamento sistemático dos estudos realizados sobre a violência contra a mulher no estado da Paraíba, no período dos anos de 2003 a 2013. Para tanto, realizou-se um pesquisa nas bases de dados do Scientific Eletronic Library Online (Scielo), da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e do Google Acadêmico. Na busca realizada, utilizando como descritores “violência contra a mulher na Paraíba” e “violência contra a mulher e o papel do psicólogo”, contabilizou-se 25 trabalhos. Destes, apenas 13 foram selecionados como se tratando da violência contra a mulher no estado da Paraíba e o papel do psicólogo nestes casos, e foram analisados qualitativamente. Os resultados indicaram que: (1) a maioria das mulheres sofrem com a violência física, seguidos da sexual e da psicológica; (2) as mulheres procuram pouco as delegacias para fazer a denuncia (3) o agressor, em sua maioria é o companheiro ou ex-companheiro; (4) mulheres que moram em bairros de classe mais baixa e que a família utiliza alguma droga estão mais propensas a serem vítimas de violência; e (5) a atuação do psicólogo é de extrema importância para melhorar a autoestima das mulheres. Com base nos resultados, observa-se a necessidade de estudos mais recentes sobre a temática no estado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.