Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 186
A EQUIDADE DE GÊNERO COMO ESTRATÉGIA COOPERATIVA INTERNACIONAL PARA ALCANÇAR O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NOS PAÍSES LATINO-AMERICANOS

Palavra-chaves: GÊNERO, DIREITOS HUMANOS, COOPERAÇÃO INTERNACIONAL, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Comunicação Oral (CO) Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero

Resumo

O debate acerca da promoção dos direitos humanos ganhou maior destaque no final do século XX. As discussões se fortaleceram por meio das demandas sociais por igualdade em todas as esferas da coletividade. As conquistas de direitos dos grupos militantes de gênero refletiram em mudanças positivas na projeção social do sexo feminino. Assim, com uma maior participação na sociedade, as mulheres ajudaram no progresso econômico do Estado em âmbito nacional e internacional e, para o Estado, é mais vantajoso ter mais indivíduos atuando na sua economia. Deste modo, a pergunta-problema que norteará o trabalho parte da premissa de como a cooperação internacional é relevante para o desenvolvimento econômico dos países? Nesse ínterim, a perspectiva construtivista será empregada nessa abordagem para observar o papel do Estado na construção de ações cooperativas econômicas, para a promoção da igualdade de gênero na América Latina. O presente estudo tem como objetivo analisar a relação entre equidade de gênero e o progresso na economia dos países latino-americanos. A pesquisa se pautará nos procedimentos metodológicos dedutivo, bibliográficos e qualitativos. Portanto, a contribuição desse trabalho para os estudos dos direitos humanos, voltados à questão de gênero, será a reflexão sobre a equidade no âmbito da empregabilidade de homens e mulheres com vistas, o alcance do desenvolvimento econômico no cenário latino americano.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.