Artigo Anais XII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

SUBVERSÃO DE GÊNERO EM JOHNNY HOOKER E LINIKER: TRANSGRESSÃO DA MASCULINIDADE NA MÚSICA BRASILEIRA

Palavra-chaves: MASCULINIDADES, GÊNERO, MÍDIA Comunicação Oral (CO) Sujeitos nas/das artes: teatro, cinema, música. Publicado em 08 de junho de 2016

Resumo

O artigo discute a construção de narrativas subversivas de identidades gênero a partir da análise da performance artística e musical dos cantores Johnny Hooker e Liniker. Deste modo, o trabalho pretende entender o processo de descorpificação do gênero masculino e perceber as masculinidades transgressivas dos artistas para além do palco, cotonando o eu lírico subversivo latente em suas canções como elemento de trânsito e transgressão dentro do modelo de homem embalado por arquétipos e relações sociais. Logo, a análise navega entre as potencialidades do desejo e faz uma ponte entre corpo e mídia circuncidando a masculinidade dissidente como ato político de fomento às questões de gênero e sexualidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.