Artigo Anais I CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ANÁLISE DO INCHAMENTO DE FORMAÇÃO REATIVA ENCONTRADA EM PERFURAÇÕES DE POÇOS DE PETRÓLEO COM O USO DE CONTROLADORES DE EXPANSÃO

Palavra-chaves: FORMAÇÕES REATIVAS, INCHAMENTO, PERFURAÇÃO DE POÇOS DE PETRÓLEO Pôster (PO) Engenharia de Petróleo Publicado em 01 de junho de 2016

Resumo

Durante a perfuração de poços de óleo e gás diversos tipos de folhelhos são encontrados, estes folhelhos, quando reativos possuem como principal elemento de sua composição a argila bentonítica. A estabilidade de poços em trechos de folhelhos é bastante influenciada pelo tipo de fluido de perfuração utilizado na atividade de perfuração. Diante disso, quando é viável o uso de fluidos aquosos, há a necessidade da utilização de inibidores de inchamento para evitar a expansão que tais formações apresentam quando em contato com a água. Atualmente, novos produtos isentos de cloro estão sendo avaliados em virtude da preocupação ambiental. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a influência de inibidores isentos na contenção do processo de inchamento promovido pela interação da água com a formação reativa. A partir da avaliação dos resultados, verificou-se que os Com o objetivo de avaliar a capacidade de inibição de argilas dos inibidores químicos, isolados e em conjunto, por meio do método de Inchamento de Foster e através dos resultados obtidos, conclui-se que o inibidor I apresentou os melhores resultados para inibir o inchamento de argilas hidratadas e que o uso do inibidor independentemente da natureza e concentração do mesmo promove certo grau de inibição em comparação ao ensaio realizado sme a presença do inibidor.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.