Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA MUNICIPAL

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO EM SAÚDE, SAÚDE SEXUAL, SAÚDE DO ADOLESCENTE Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos
"2015-10-14 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 15869
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1575
    "inscrito_id" => 5250
    "titulo" => "EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA ADOLESCENTES  DE UMA ESCOLA MUNICIPAL"
    "resumo" => "Ações de promoção e prevenção da saúde são realizadas de forma intersetorial. Com destaque a escola como um ambiente importante para o desenvolvimento das ações preventivas com enfoque para a educação em saúde. O objetivo deste estudo foi relatar a experiência de práticas de educação em saúde com um grupo de adolescentes de uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF). Foram realizadas sete oficinas desenvolvidas a partir das necessidades identificadas no grupo e no território de abrangência da UBSF. Participaram 18 adolescentes, com idades entre 10 e 14 anos. O modelo pedagógico adotado baseou-se na educação problematizadora de Paulo Freire, sustentada pela metodologia participativa e dialogada. Todos os participantes foram sensibilizados a serem multiplicadores dos conhecimentos debatidos. Evidenciaram-se problemáticas quanto ao contexto sociocultural dos alunos, constituindo barreiras para que a sexualidade seja abordada, desde a ausência da escola, aspectos relativos a posicionamentos familiares, religiosos e falta de conhecimento específico; quanto aos profissionais de saúde, evidenciam-se algumas lacunas como, à demanda de trabalho e sensibilidade por não visualizar como prioridade a escuta dos adolescentes, possibilitando a falta de discussão entre os jovens que recebem informações sem objetivos educativos. Assim, percebeu-se a importância da educação em saúde como instrumento de promoção e prevenção de agravos como, gravidez na adolescência, vulnerabilidades às doenças sexualmente transmissíveis e problemas de planejamento familiar. Sendo assim, é necessário estimular os adolescentes através de grupos de promoção à saúde para a aquisição de conhecimentos que favorecerá o exercício da cidadania e transformação da sua realidade social."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO EM SAÚDE, SAÚDE SEXUAL, SAÚDE DO ADOLESCENTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD1_SA2_ID5250_07092015180451.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:01"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:04"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSÂNGELA VIDAL DE NEGREIROS"
    "autor_nome_curto" => "ROSÂNGELA VIDAL"
    "autor_email" => "rosangelavn@ufcg.edu.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 15869
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1575
    "inscrito_id" => 5250
    "titulo" => "EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA ADOLESCENTES  DE UMA ESCOLA MUNICIPAL"
    "resumo" => "Ações de promoção e prevenção da saúde são realizadas de forma intersetorial. Com destaque a escola como um ambiente importante para o desenvolvimento das ações preventivas com enfoque para a educação em saúde. O objetivo deste estudo foi relatar a experiência de práticas de educação em saúde com um grupo de adolescentes de uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF). Foram realizadas sete oficinas desenvolvidas a partir das necessidades identificadas no grupo e no território de abrangência da UBSF. Participaram 18 adolescentes, com idades entre 10 e 14 anos. O modelo pedagógico adotado baseou-se na educação problematizadora de Paulo Freire, sustentada pela metodologia participativa e dialogada. Todos os participantes foram sensibilizados a serem multiplicadores dos conhecimentos debatidos. Evidenciaram-se problemáticas quanto ao contexto sociocultural dos alunos, constituindo barreiras para que a sexualidade seja abordada, desde a ausência da escola, aspectos relativos a posicionamentos familiares, religiosos e falta de conhecimento específico; quanto aos profissionais de saúde, evidenciam-se algumas lacunas como, à demanda de trabalho e sensibilidade por não visualizar como prioridade a escuta dos adolescentes, possibilitando a falta de discussão entre os jovens que recebem informações sem objetivos educativos. Assim, percebeu-se a importância da educação em saúde como instrumento de promoção e prevenção de agravos como, gravidez na adolescência, vulnerabilidades às doenças sexualmente transmissíveis e problemas de planejamento familiar. Sendo assim, é necessário estimular os adolescentes através de grupos de promoção à saúde para a aquisição de conhecimentos que favorecerá o exercício da cidadania e transformação da sua realidade social."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO EM SAÚDE, SAÚDE SEXUAL, SAÚDE DO ADOLESCENTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD1_SA2_ID5250_07092015180451.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:01"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:04"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ROSÂNGELA VIDAL DE NEGREIROS"
    "autor_nome_curto" => "ROSÂNGELA VIDAL"
    "autor_email" => "rosangelavn@ufcg.edu.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 14 de outubro de 2015

Resumo

Ações de promoção e prevenção da saúde são realizadas de forma intersetorial. Com destaque a escola como um ambiente importante para o desenvolvimento das ações preventivas com enfoque para a educação em saúde. O objetivo deste estudo foi relatar a experiência de práticas de educação em saúde com um grupo de adolescentes de uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF). Foram realizadas sete oficinas desenvolvidas a partir das necessidades identificadas no grupo e no território de abrangência da UBSF. Participaram 18 adolescentes, com idades entre 10 e 14 anos. O modelo pedagógico adotado baseou-se na educação problematizadora de Paulo Freire, sustentada pela metodologia participativa e dialogada. Todos os participantes foram sensibilizados a serem multiplicadores dos conhecimentos debatidos. Evidenciaram-se problemáticas quanto ao contexto sociocultural dos alunos, constituindo barreiras para que a sexualidade seja abordada, desde a ausência da escola, aspectos relativos a posicionamentos familiares, religiosos e falta de conhecimento específico; quanto aos profissionais de saúde, evidenciam-se algumas lacunas como, à demanda de trabalho e sensibilidade por não visualizar como prioridade a escuta dos adolescentes, possibilitando a falta de discussão entre os jovens que recebem informações sem objetivos educativos. Assim, percebeu-se a importância da educação em saúde como instrumento de promoção e prevenção de agravos como, gravidez na adolescência, vulnerabilidades às doenças sexualmente transmissíveis e problemas de planejamento familiar. Sendo assim, é necessário estimular os adolescentes através de grupos de promoção à saúde para a aquisição de conhecimentos que favorecerá o exercício da cidadania e transformação da sua realidade social.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.