Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

ANÁLISE DE PRÁTICAS ALTERNATIVAS: A TEORIA E A LUDICIDADE NO PROCESSO DE ENSINO – APRENDIZAGEM

Palavra-chaves: CIÊNCIAS, GENÉTICA, ENSINO Pôster (PO) / Poster Submission Ensino de Ciências
"2015-10-14 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 15429
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1760
    "inscrito_id" => 6017
    "titulo" => "ANÁLISE DE PRÁTICAS ALTERNATIVAS: A TEORIA E A LUDICIDADE NO PROCESSO DE ENSINO – APRENDIZAGEM"
    "resumo" => "Nos dias atuais as instituições de ensino vem repassando aulas conteudistas, sem se preocupar de uma certa forma com o desenvolvimento intelectual dos alunos. Uma forma de atrair os alunos para que os mesmos aprendam a temática é introduzir aulas diferenciadas. Nesse contexto os jogos didáticos se enquadram como mecanismos facilitador desse processo, ocorrendo dessa forma uma interação entre a teoria e a prática o que acaba por despertar a curiosidade dos alunos, tornando os mais ativos, aspecto muito importante nas aulas de genéticas. Por esse motivo mecanismos que facilitem as transferências de conhecimento relacionados a genética precisam ser aprimorados. A intervenção foi realizada com uma turma do 8º ano do ensino fundamental, totalizando cerca de 45 alunos participantes voluntariamente. Inicialmente observarmos uma sequência de quatro aulas sobre a temática genética onde houve a explanação do conteúdo mediada pela professora da turma. Após 8 dias realizamos uma intervenção pedagógica, com o intuito de enfatizar o conteúdo repassado, para isso desenvolvemos com os alunos uma dinâmica em sala (jogo didático), onde os mesmos foram divididos em 9 grupos cada um contendo 5 alunos. Na primeira etapa da atividade foram distribuídos cartelas, contendo informações tanto fenotípicas quanto genotípicas, posteriormente os alunos tiveram que sortear características genotípicas com o auxílio de dois dados, o primeiro contendo alelos dominantes e o segundo contendo alelos recessivos   para estabelecer e desenhar as características fenotípicas herdadas pelo filho. Ao término da atividade foi realizado uma roda de conversa com o intuito de compartilhar as informações adquiridas. Os resultados da sondagem prévia indicam que os alunos possuem um conhecimento acerca do tema, mas não tão consolidado pois cerca de 80%, ou seja, 36 alunos dos 45 que estavam presente no primeiro momento onde houve há abordagem teórica, não conseguiram compreender a diferença entre genótipo e fenótipo. Após a aplicação do jogo didático os alunos afirmam que conseguiram compreender melhor os conceitos relatados na aula teórica pois cerca de 95% dos alunos conseguiram compreender melhor a temática em questão tanto em relação aos fatores genotípicos e fenotípicos. Com os resultados obtidos observamos que houve uma melhor assimilação do conteúdo ao associamos aulas teóricas com jogos didáticos."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "CIÊNCIAS, GENÉTICA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD4_SA18_ID6017_08092015104308.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:00"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:03"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "PATRICIA LUANA BARBOSA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "PATRICIA LUANA"
    "autor_email" => "pattricialuana@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO- UFPE-CAV"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 15429
    "edicao_id" => 38
    "trabalho_id" => 1760
    "inscrito_id" => 6017
    "titulo" => "ANÁLISE DE PRÁTICAS ALTERNATIVAS: A TEORIA E A LUDICIDADE NO PROCESSO DE ENSINO – APRENDIZAGEM"
    "resumo" => "Nos dias atuais as instituições de ensino vem repassando aulas conteudistas, sem se preocupar de uma certa forma com o desenvolvimento intelectual dos alunos. Uma forma de atrair os alunos para que os mesmos aprendam a temática é introduzir aulas diferenciadas. Nesse contexto os jogos didáticos se enquadram como mecanismos facilitador desse processo, ocorrendo dessa forma uma interação entre a teoria e a prática o que acaba por despertar a curiosidade dos alunos, tornando os mais ativos, aspecto muito importante nas aulas de genéticas. Por esse motivo mecanismos que facilitem as transferências de conhecimento relacionados a genética precisam ser aprimorados. A intervenção foi realizada com uma turma do 8º ano do ensino fundamental, totalizando cerca de 45 alunos participantes voluntariamente. Inicialmente observarmos uma sequência de quatro aulas sobre a temática genética onde houve a explanação do conteúdo mediada pela professora da turma. Após 8 dias realizamos uma intervenção pedagógica, com o intuito de enfatizar o conteúdo repassado, para isso desenvolvemos com os alunos uma dinâmica em sala (jogo didático), onde os mesmos foram divididos em 9 grupos cada um contendo 5 alunos. Na primeira etapa da atividade foram distribuídos cartelas, contendo informações tanto fenotípicas quanto genotípicas, posteriormente os alunos tiveram que sortear características genotípicas com o auxílio de dois dados, o primeiro contendo alelos dominantes e o segundo contendo alelos recessivos   para estabelecer e desenhar as características fenotípicas herdadas pelo filho. Ao término da atividade foi realizado uma roda de conversa com o intuito de compartilhar as informações adquiridas. Os resultados da sondagem prévia indicam que os alunos possuem um conhecimento acerca do tema, mas não tão consolidado pois cerca de 80%, ou seja, 36 alunos dos 45 que estavam presente no primeiro momento onde houve há abordagem teórica, não conseguiram compreender a diferença entre genótipo e fenótipo. Após a aplicação do jogo didático os alunos afirmam que conseguiram compreender melhor os conceitos relatados na aula teórica pois cerca de 95% dos alunos conseguiram compreender melhor a temática em questão tanto em relação aos fatores genotípicos e fenotípicos. Com os resultados obtidos observamos que houve uma melhor assimilação do conteúdo ao associamos aulas teóricas com jogos didáticos."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "CIÊNCIAS, GENÉTICA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV045_MD4_SA18_ID6017_08092015104308.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:00"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:15:03"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "PATRICIA LUANA BARBOSA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "PATRICIA LUANA"
    "autor_email" => "pattricialuana@hotmail.co"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO- UFPE-CAV"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais II CONEDU"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2015"
    "edicao_logo" => "5e4a05cfac134_17022020001735.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1848ba64e27_22072020111002.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-10-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 14 de outubro de 2015

Resumo

Nos dias atuais as instituições de ensino vem repassando aulas conteudistas, sem se preocupar de uma certa forma com o desenvolvimento intelectual dos alunos. Uma forma de atrair os alunos para que os mesmos aprendam a temática é introduzir aulas diferenciadas. Nesse contexto os jogos didáticos se enquadram como mecanismos facilitador desse processo, ocorrendo dessa forma uma interação entre a teoria e a prática o que acaba por despertar a curiosidade dos alunos, tornando os mais ativos, aspecto muito importante nas aulas de genéticas. Por esse motivo mecanismos que facilitem as transferências de conhecimento relacionados a genética precisam ser aprimorados. A intervenção foi realizada com uma turma do 8º ano do ensino fundamental, totalizando cerca de 45 alunos participantes voluntariamente. Inicialmente observarmos uma sequência de quatro aulas sobre a temática genética onde houve a explanação do conteúdo mediada pela professora da turma. Após 8 dias realizamos uma intervenção pedagógica, com o intuito de enfatizar o conteúdo repassado, para isso desenvolvemos com os alunos uma dinâmica em sala (jogo didático), onde os mesmos foram divididos em 9 grupos cada um contendo 5 alunos. Na primeira etapa da atividade foram distribuídos cartelas, contendo informações tanto fenotípicas quanto genotípicas, posteriormente os alunos tiveram que sortear características genotípicas com o auxílio de dois dados, o primeiro contendo alelos dominantes e o segundo contendo alelos recessivos para estabelecer e desenhar as características fenotípicas herdadas pelo filho. Ao término da atividade foi realizado uma roda de conversa com o intuito de compartilhar as informações adquiridas. Os resultados da sondagem prévia indicam que os alunos possuem um conhecimento acerca do tema, mas não tão consolidado pois cerca de 80%, ou seja, 36 alunos dos 45 que estavam presente no primeiro momento onde houve há abordagem teórica, não conseguiram compreender a diferença entre genótipo e fenótipo. Após a aplicação do jogo didático os alunos afirmam que conseguiram compreender melhor os conceitos relatados na aula teórica pois cerca de 95% dos alunos conseguiram compreender melhor a temática em questão tanto em relação aos fatores genotípicos e fenotípicos. Com os resultados obtidos observamos que houve uma melhor assimilação do conteúdo ao associamos aulas teóricas com jogos didáticos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.