Artigo Anais V ENID & III ENFOPROF / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 271
ELABORAÇÃO DE UMA PROPOSTA CURRICULAR PARA AS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA A PARTIR DO PROJETO PEDAGÓGICO DA ESCOLA FÉLIX ARAÚJO

Palavra-chaves: PROJETO PEDAGÓGICO, PROPOSTA CURRICULAR, PIBID Pôster (PO) A Educação Física no cenário brasileiro: desafios e avanços na formação de professores Publicado em 21 de agosto de 2015

Resumo

Este estudo tem como objetivo elaborar uma proposta curricular para a Educação Física escolar, considerando a diversidade dos seus conteúdos dentro da abordagem crítico-superadora. Para tanto, deve-se pensar no projeto pedagógico – PP, como sendo mais do que uma exigência legal, sendo, também, a definição das regras do jogo no ambiente escolar. É por meio dele que a comunidade escolar (professores, alunos, técnicos educacionais, comunidade e família) define como deve ser a escola, como ela deve ser organizada, como deve se relacionar com a comunidade onde está inserida, que disciplinas devem ser ofertadas, considerando a legislação existente, que estratégias devem ser valorizadas, como fazer a avaliação da aprendizagem, quais os critérios envolvidos neste processo, enfim, como a escola vai organizar o processo formativo dos estudantes que estão sob sua responsabilidade. Este estudo se caracteriza como sendo um relato de experiência, realizado por alunos bolsistas do PIBID (alunos de iniciação à docência e professor da educação básica). O estudo foi desenvolvido na Escola Estadual Félix Araújo, na cidade de Campina Grande-PB, onde foi realizada uma análise documental do PP da escola e, a partir do que foi analisado elaborou-se uma nova proposta curricular para ser colocado em prática nas aulas de Educação Física. A utilização dos conteúdos que já estão no PP da escola acarretou a empolgação e disposição dos alunos nas aulas, um interesse maior por parte dos alunos foi observado, como por exemplo a abordagem de temas atuais e atividades corporais que engloba também o conteúdo da Educação Física. Percebemos que além de planejar é relevante saber planejar e executar para proporcionar uma boa prática de gestão democrática, aonde os alunos devem estar inseridos de forma à considerar a opinião de toda a comunidade escolar. Complementa-se que a utilização do PP na escola é de suma relevância, no âmbito em que atende as necessidade escolares e que suas propostas curriculares devem estar o mais próximo da realidade escolar, do contrário o PP será apenas um documento burocrático sem utilização.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.