Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 221
UMA ANÁLISE A PARTIR DA VIVÊNCIA DO NÚCLEO DE EXTENSÃO POPULAR FLOR DE MANDACARU ACERCA DA CATEGORIA GÊNERO SOB AS PERSPECTIVAS QUEER E MARXISTA

Palavra-chaves: GÊNERO, NEP FLOR DE MANDACARU, MARXISMO, TEORIAS PÓS ESTRUTURALISTAS Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Teorias e estudos gays, lésbicos e queers Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

O presente artigo traz uma análise acerca das atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Extensão Popular Flor de Mandacaru (NEP), entre os anos de 2013 e 2014, junto aos movimentos sociais e populares de João Pessoa, bem como articulações com outros sujeitos marginalizados, principalmente no que se refere às discussões de gênero, classes sociais e sexualidade. De modo geral, busca-se a compreensão das atividades de extensão e pesquisa a partir de uma perspectiva paulo freiriana sobre educação popular e a importância da dialogicidade entre os sujeitos para a construção de saberes conjuntamente. Tal abordagem procura estabelecer um diálogo entre o marxismo, compreendendo o trabalho como categoria fundante do ser social, e as teorias “pós-estruturalistas”, principalmente as que discutem categorias como gênero e sexualidade, buscando entender como as opressões se constroem umas nas outras.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.