Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 278
É PRECISO PREVENIR? UM ESTUDO SOBRE PREVENÇÃO COM MULHERES VIVENDO COM HIV/AIDS

Palavra-chaves: PREVENÇÃO, INFECÇÃO, HIV Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Gênero, Sexualidades e Educação Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

O campo de discussão que abrange a problemática do vírus HIV e da AIDS está cada vez mais crescente na atualidade. As reflexões sobre a temática estão mais aprofundadas diante da ânsia e necessidade de se chegar ao patamar mais elevado de descoberta para se chegar a uma possível cura da doença, visto que até hoje, os estudos sinalizam apenas para a prevenção e o tratamento e tais ações dependem, em grande parte, do fator educação. O presente estudo teve como objetivo a influência do grau de escolaridade e a formação na aplicação da política de prevenção contra o HIV/AIDS especificamente no uso dos preservativos, masculino e feminino, principais instrumentos contra a infecção com o vírus. O estudo foi realizado no Serviço de Assistência Especializado Materno Infantil (SAE/MI) do Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa-PB, com vinte mulheres com a faixa etária entre 18 e 60 anos de idade. Empregamos, como metodologia, um estudo exploratório de teor descritivo embasado através de entrevista semi-estruturada, observação sistemática e assistemática de campo de estágio. Os resultados demonstraram que a maior parte das mulheres entrevistadas possui um baixo nível de escolaridade, fator que, muitas vezes, é decisivo no manuseio dos preservativos. Além disso, o estudo também mostrou que a infecção pelo HIV/AIDS se dá em camadas populacionais pauperizadas. A importância deste trabalho se dá diante da reflexão que se faz frente à política de prevenção, suas formas de execução e os seus reflexos reais frente a problemática do HIV e da AIDS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.