Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

SOBRE AS RELAÇÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE NA ESCOLA: ALGUMAS REFLEXÕES NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Palavra-chaves: GÊNERO, SEXUALIDADE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Gênero, Sexualidades e Educação
"2015-06-03 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 10863
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 530
    "inscrito_id" => 877
    "titulo" => "SOBRE AS RELAÇÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE NA ESCOLA: ALGUMAS REFLEXÕES NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO"
    "resumo" => "Este abalroamento qualitativo descritivo contempla uma discussão sobre as questões gênero e sexualidade na escola a partir de nossa experiência docente na orientação de alunos/as estagiários/as do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Piauí, Campus Senador Helvídio Nunes de Barros, na cidade de Picos. Intencionamos acender reflexões sobre essa temática contribuindo com a formação docente de nossos/as alunos/as, esmerilando olhares sobre condições naturalizadas de opressão, repressão, humilhação, ignorância diante das particularidades que envolvem o debate sobre gênero e sexualidade na escola, valorizando a necessidade de posicionamento político do fazer docente.  Matutamos sobre o que entendem e como os/as professores/as lidam com as questões de gênero e sexualidade em sua prática docente? E, nossos/as alunos/as estagiários/as, como entendem e como lidarão com essas questões em sala de aula? Focamos na necessidade de observar e orientar o estágio a partir das demandas infantis sobre sexualidade, gênero, respeito para as descobertas sobre o corpo. Nas raias do estudo pontuamos que nossa prática docente, além de investigativa deve ser emancipadora. Orientar jovens alunos/as graduandos/as de Pedagogia nas atividades essenciais do Estágio Supervisionado na Escola, e educar para a emancipação é o desafio apetecido na construção de um mundo humanizado, sensível e livre. As trilhas para a emancipação atravessam a educação para o respeito às diferenças. Na experiência do estágio, alunas-professoras descobriam o silenciamento de práticas docentes diante das questões de gênero e sexualidade, inquietando-se com as posturas das professoras quando desperdiçam a oportunidade de mostrar às crianças que somos todos seres humanos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Gênero, Sexualidades e Educação"
    "palavra_chave" => "GÊNERO, SEXUALIDADE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA2_ID877_17052015223504.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:41"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CRISTIANA BARRA TEIXEIRA"
    "autor_nome_curto" => "CRISTIANA"
    "autor_email" => "cristiana_barra@yahoo.com"
    "autor_ies" => "UFPI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 10863
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 530
    "inscrito_id" => 877
    "titulo" => "SOBRE AS RELAÇÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE NA ESCOLA: ALGUMAS REFLEXÕES NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO"
    "resumo" => "Este abalroamento qualitativo descritivo contempla uma discussão sobre as questões gênero e sexualidade na escola a partir de nossa experiência docente na orientação de alunos/as estagiários/as do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Piauí, Campus Senador Helvídio Nunes de Barros, na cidade de Picos. Intencionamos acender reflexões sobre essa temática contribuindo com a formação docente de nossos/as alunos/as, esmerilando olhares sobre condições naturalizadas de opressão, repressão, humilhação, ignorância diante das particularidades que envolvem o debate sobre gênero e sexualidade na escola, valorizando a necessidade de posicionamento político do fazer docente.  Matutamos sobre o que entendem e como os/as professores/as lidam com as questões de gênero e sexualidade em sua prática docente? E, nossos/as alunos/as estagiários/as, como entendem e como lidarão com essas questões em sala de aula? Focamos na necessidade de observar e orientar o estágio a partir das demandas infantis sobre sexualidade, gênero, respeito para as descobertas sobre o corpo. Nas raias do estudo pontuamos que nossa prática docente, além de investigativa deve ser emancipadora. Orientar jovens alunos/as graduandos/as de Pedagogia nas atividades essenciais do Estágio Supervisionado na Escola, e educar para a emancipação é o desafio apetecido na construção de um mundo humanizado, sensível e livre. As trilhas para a emancipação atravessam a educação para o respeito às diferenças. Na experiência do estágio, alunas-professoras descobriam o silenciamento de práticas docentes diante das questões de gênero e sexualidade, inquietando-se com as posturas das professoras quando desperdiçam a oportunidade de mostrar às crianças que somos todos seres humanos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Gênero, Sexualidades e Educação"
    "palavra_chave" => "GÊNERO, SEXUALIDADE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE, PRÁTICA DOCENTE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA2_ID877_17052015223504.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:41"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CRISTIANA BARRA TEIXEIRA"
    "autor_nome_curto" => "CRISTIANA"
    "autor_email" => "cristiana_barra@yahoo.com"
    "autor_ies" => "UFPI"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

Este abalroamento qualitativo descritivo contempla uma discussão sobre as questões gênero e sexualidade na escola a partir de nossa experiência docente na orientação de alunos/as estagiários/as do curso de Pedagogia da Universidade Federal do Piauí, Campus Senador Helvídio Nunes de Barros, na cidade de Picos. Intencionamos acender reflexões sobre essa temática contribuindo com a formação docente de nossos/as alunos/as, esmerilando olhares sobre condições naturalizadas de opressão, repressão, humilhação, ignorância diante das particularidades que envolvem o debate sobre gênero e sexualidade na escola, valorizando a necessidade de posicionamento político do fazer docente. Matutamos sobre o que entendem e como os/as professores/as lidam com as questões de gênero e sexualidade em sua prática docente? E, nossos/as alunos/as estagiários/as, como entendem e como lidarão com essas questões em sala de aula? Focamos na necessidade de observar e orientar o estágio a partir das demandas infantis sobre sexualidade, gênero, respeito para as descobertas sobre o corpo. Nas raias do estudo pontuamos que nossa prática docente, além de investigativa deve ser emancipadora. Orientar jovens alunos/as graduandos/as de Pedagogia nas atividades essenciais do Estágio Supervisionado na Escola, e educar para a emancipação é o desafio apetecido na construção de um mundo humanizado, sensível e livre. As trilhas para a emancipação atravessam a educação para o respeito às diferenças. Na experiência do estágio, alunas-professoras descobriam o silenciamento de práticas docentes diante das questões de gênero e sexualidade, inquietando-se com as posturas das professoras quando desperdiçam a oportunidade de mostrar às crianças que somos todos seres humanos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.