Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 247
POSTURAS E INTERFACES DO NOSSO COTIDIANO: FEMINISMO, IGUALDADE E RECONHECIMENTO.

Palavra-chaves: MULHER NEGRA., EDUCAÇÃO., VALORIZAÇÃO. Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

Esse texto surgiu no âmbito das primeiras formulações do trabalho de conclusão de curso, a pesquisa está em sua fase inicial, na sistematização de fontes. Todavia, escolhemos apenas algumas fontes para a apresentação do tema. O primeiro passo foi levantar algumas reflexões sobre o Portal Geledés tendo como eixos norteadores a questão racial e a questão de gênero e seus impactos na atualidade, evidenciando uma discussão sobre racismo e sexismo. A imagem da mulher negra está muitas vezes relacionada à pobreza e à marginalização, duas palavras, entre tantas outras. As atitudes de discriminação racial são diversas, vão das falas aos olhares, aos muxoxos, aos risos de lado. O preconceito e a discriminação racial são parte de um todo chamado racismo: um sistema ideológico espraiado e arraigado. No entanto, selecionamos artigos nas quais mostram mulheres negras com grau de escolarização mas que mesmo assim ainda sofrem algum tipo de preconceito por um discurso opressor. Vale salientar a importância de trabalhar esses contextos em sala de aula com o auxílio da Lei 10.639/03 que implementou a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana no contexto da educação básica, com o intuito de deter a uma reflexão sobre alguns conceitos como racismo, raça, autoestima, cidadania, ações afirmativas, religiosidade, identidade étnico-racial, ancestralidade, oralidade étnico-racial, resistência, gênero e sexualidade, entre outros, para dar sustentação às novas intervenções na área educacional. O Portal Geledés abre a possiblidade de se fazer inúmeras pesquisas e projetos. Contudo, o nosso intuito foi abordar os pequenos casos de racismo no tempo presente, assim como a posição da mulher negra diante dessas circunstâncias.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.