Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 235
INFÂNCIA ROUBADA: AS IMPLICAÇÕES DO ABUSO SEXUAL INFANTIL NO CONTEXTO FAMILIAR

Palavra-chaves: VIOLÊNCIA SEXUAL, FAMÍLIA, CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICA Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

A violência é um fenômeno social que vem atingindo a sociedade ocasionando diversos danos e causando grande preocupação. Dentre as várias formas que a violência se apresenta encontramos: físicas, psicológicas, negligência e sexual. Sabe-se, no entanto, que este fato possui suas raízes históricas desde a antiguidade. Contudo a era contemporânea trouxe em seu bojo modificações ao longo do tempo que gerou um novo olhar sobre a infância/adolescência e, com isso, as manifestações de violência passam a ser observadas em função dos danos e consequências marcados em alguns sujeitos. O caminho percorrido neste estudo trata-se de uma pesquisa descritiva, com enfoque na abordagem qualitativa. Para tanto, utilizou-se com instrumento de coleta de dados uma entrevista semiestruturada e escuta supervisionada breve focal. Os resultados apontam para consequências físicas, no caso à gravidez resultante do abuso, e quanto à condição psicológica, podemos identificar características melancólicas e oscilações de humor, bem como a dificuldade de estabelecer relações duradouras com parceiros íntimos, visto a falta de tratamento psicológico adequado para a vítima, motivado por condições financeiras desfavoráveis e a ausência de politicas públicas efetivas. Portanto, faz necessário um olhar amplo sobre a questão do abuso sexual por parte dos profissionais de saúde que trabalham com crianças/adolescentes e sua família, visando contribuir com a redução dos danos físicos e psicológicos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.