Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

A PARTICIPAÇÃO SOCIAL E AS RELAÇÕES DE GÊNERO NAS REUNIÕES DO PDRS-X: DISCURSOS MASCULINOS, FALAS FEMININAS.

Palavra-chaves: PARTICIPAÇÃO SOCIAL, DISCURSO, FEMININO, MASCULINO, MASCULINO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero
"2015-06-03 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 10477
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 37
    "inscrito_id" => 650
    "titulo" => "A PARTICIPAÇÃO SOCIAL E AS RELAÇÕES DE GÊNERO NAS REUNIÕES DO PDRS-X: DISCURSOS MASCULINOS, FALAS FEMININAS."
    "resumo" => """
      APRESENTAÇÃO\r\n
      \r\n
      \t              Este ensaio tem por objetivo apresentar e discutir a configuração do Plano de Desenvolvimento Regional do Xingu - PDRSX no âmbito das relações de gênero e da participação social representada pelos segmentos governamentais e da sociedade civil. O Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável (PDRS) do Xingu surge da parceria entre o Governo Federal e o Governo do Estado do Pará e constitui-se em um dos instrumentos para a descentralização das políticas públicas com a implantação do projeto UHE Belo Monte na região. Tendo em vista as infraestruturas demandadas pelo projeto tornou-se prioridade absoluta a elaboração de um planejamento para a região visando a maximização dos benefícios gerados pelos empreendimentos e a mitigação de possíveis impactos negativos, especialmente os de natureza social e ambiental. (PDRS-X, 2010).\r\n
      \r\n
        A gestão do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável- Xingu é feita pelo Comitê Gestor do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (CGDEX) de que trata o art. 2º do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010, da Presidência da República com a finalidade de promover políticas públicas que resultem na melhoria da qualidade de vida da população da Região do Xingu, com justiça e igualdade, por meio de um novo modelo de desenvolvimento sustentável. (PDRSX- 2010.)\r\n
      O CGDEX se constitui como um espaço para discussão, definição de prioridades e acompanhamento da execução de ações para o desenvolvimento sustentável da Região do Xingu e tem como princípios, a democracia, a participação social, a transparência, a garantia do contraditório e o respeito entre os agentes governamentais e a sociedade civil.\r\n
      Segundo seu regimento o CGDEX é composto de forma paritária por quinze membros titulares representantes de órgãos governamentais e quinze membros titulares representantes da sociedade civil com igual número de suplentes, indicados nos termos do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010.\r\n
      Tendo em vista esta conjuntura, a proposição deste trabalho consiste em abrir outros espaços de informação e de reflexão, no sentido de produzir leituras mais críticas e  descentradas, além daquelas focadas nos objetivos e ações desenvolvidas no contexto do PDRS-X e de seu Comitê Gestor. Nesta direção apresentamos a discussão sobre a participação social e as relações de gênero no âmbito do PDRSX, com o objetivo de situar no campo da linguagem e do sexo as configurações das falas masculinas e femininas, no que se refere a enunciação e a força da representação, ou esvaziamento daquilo que se enuncia. Esta discussão aponta para um caminho que leva em conta a linguagem, não enquanto determinada ou determinante, mas enquanto veiculo e instrumento de representações e comportamentos.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero"
    "palavra_chave" => "PARTICIPAÇÃO SOCIAL, DISCURSO, FEMININO, MASCULINO, MASCULINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA8_ID650_30032015193521.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA IVONETE COUTINHO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "IVONETE COUTINHO"
    "autor_email" => "ivonet@ufpa.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 10477
    "edicao_id" => 31
    "trabalho_id" => 37
    "inscrito_id" => 650
    "titulo" => "A PARTICIPAÇÃO SOCIAL E AS RELAÇÕES DE GÊNERO NAS REUNIÕES DO PDRS-X: DISCURSOS MASCULINOS, FALAS FEMININAS."
    "resumo" => """
      APRESENTAÇÃO\r\n
      \r\n
      \t              Este ensaio tem por objetivo apresentar e discutir a configuração do Plano de Desenvolvimento Regional do Xingu - PDRSX no âmbito das relações de gênero e da participação social representada pelos segmentos governamentais e da sociedade civil. O Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável (PDRS) do Xingu surge da parceria entre o Governo Federal e o Governo do Estado do Pará e constitui-se em um dos instrumentos para a descentralização das políticas públicas com a implantação do projeto UHE Belo Monte na região. Tendo em vista as infraestruturas demandadas pelo projeto tornou-se prioridade absoluta a elaboração de um planejamento para a região visando a maximização dos benefícios gerados pelos empreendimentos e a mitigação de possíveis impactos negativos, especialmente os de natureza social e ambiental. (PDRS-X, 2010).\r\n
      \r\n
        A gestão do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável- Xingu é feita pelo Comitê Gestor do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (CGDEX) de que trata o art. 2º do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010, da Presidência da República com a finalidade de promover políticas públicas que resultem na melhoria da qualidade de vida da população da Região do Xingu, com justiça e igualdade, por meio de um novo modelo de desenvolvimento sustentável. (PDRSX- 2010.)\r\n
      O CGDEX se constitui como um espaço para discussão, definição de prioridades e acompanhamento da execução de ações para o desenvolvimento sustentável da Região do Xingu e tem como princípios, a democracia, a participação social, a transparência, a garantia do contraditório e o respeito entre os agentes governamentais e a sociedade civil.\r\n
      Segundo seu regimento o CGDEX é composto de forma paritária por quinze membros titulares representantes de órgãos governamentais e quinze membros titulares representantes da sociedade civil com igual número de suplentes, indicados nos termos do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010.\r\n
      Tendo em vista esta conjuntura, a proposição deste trabalho consiste em abrir outros espaços de informação e de reflexão, no sentido de produzir leituras mais críticas e  descentradas, além daquelas focadas nos objetivos e ações desenvolvidas no contexto do PDRS-X e de seu Comitê Gestor. Nesta direção apresentamos a discussão sobre a participação social e as relações de gênero no âmbito do PDRSX, com o objetivo de situar no campo da linguagem e do sexo as configurações das falas masculinas e femininas, no que se refere a enunciação e a força da representação, ou esvaziamento daquilo que se enuncia. Esta discussão aponta para um caminho que leva em conta a linguagem, não enquanto determinada ou determinante, mas enquanto veiculo e instrumento de representações e comportamentos.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Direitos Humanos, Feminismo e Políticas Públicas de Gênero"
    "palavra_chave" => "PARTICIPAÇÃO SOCIAL, DISCURSO, FEMININO, MASCULINO, MASCULINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV046_MD1_SA8_ID650_30032015193521.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:14:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MARIA IVONETE COUTINHO DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "IVONETE COUTINHO"
    "autor_email" => "ivonet@ufpa.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xi-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XI CONAGES"
    "edicao_evento" => "XI Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d926732858_19022020165415.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1840e819853_22072020103640.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-03 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

APRESENTAÇÃO Este ensaio tem por objetivo apresentar e discutir a configuração do Plano de Desenvolvimento Regional do Xingu - PDRSX no âmbito das relações de gênero e da participação social representada pelos segmentos governamentais e da sociedade civil. O Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável (PDRS) do Xingu surge da parceria entre o Governo Federal e o Governo do Estado do Pará e constitui-se em um dos instrumentos para a descentralização das políticas públicas com a implantação do projeto UHE Belo Monte na região. Tendo em vista as infraestruturas demandadas pelo projeto tornou-se prioridade absoluta a elaboração de um planejamento para a região visando a maximização dos benefícios gerados pelos empreendimentos e a mitigação de possíveis impactos negativos, especialmente os de natureza social e ambiental. (PDRS-X, 2010). A gestão do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável- Xingu é feita pelo Comitê Gestor do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (CGDEX) de que trata o art. 2º do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010, da Presidência da República com a finalidade de promover políticas públicas que resultem na melhoria da qualidade de vida da população da Região do Xingu, com justiça e igualdade, por meio de um novo modelo de desenvolvimento sustentável. (PDRSX- 2010.) O CGDEX se constitui como um espaço para discussão, definição de prioridades e acompanhamento da execução de ações para o desenvolvimento sustentável da Região do Xingu e tem como princípios, a democracia, a participação social, a transparência, a garantia do contraditório e o respeito entre os agentes governamentais e a sociedade civil. Segundo seu regimento o CGDEX é composto de forma paritária por quinze membros titulares representantes de órgãos governamentais e quinze membros titulares representantes da sociedade civil com igual número de suplentes, indicados nos termos do Decreto nº 7.340, de 21 de outubro de 2010. Tendo em vista esta conjuntura, a proposição deste trabalho consiste em abrir outros espaços de informação e de reflexão, no sentido de produzir leituras mais críticas e descentradas, além daquelas focadas nos objetivos e ações desenvolvidas no contexto do PDRS-X e de seu Comitê Gestor. Nesta direção apresentamos a discussão sobre a participação social e as relações de gênero no âmbito do PDRSX, com o objetivo de situar no campo da linguagem e do sexo as configurações das falas masculinas e femininas, no que se refere a enunciação e a força da representação, ou esvaziamento daquilo que se enuncia. Esta discussão aponta para um caminho que leva em conta a linguagem, não enquanto determinada ou determinante, mas enquanto veiculo e instrumento de representações e comportamentos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.