Artigo Anais XI CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

Visualizações: 235
BARREIRAS ENCONTRADAS/ENFRENTADAS POR HOMOSSEXUAIS NO ESPORTE

Palavra-chaves: ESPORTE, HOMOFOBIA, HETERONORMATIVIDADE Pôster (PO) / Poster Submission Teorias e estudos gays, lésbicos e queers Publicado em 03 de junho de 2015

Resumo

O esporte tido como prática metódica de exercícios físicos, que consistem geralmente em jogos competitivos entre pessoas, ou grupos de pessoas com regras pré-definidas e bem praticado em nossa cultura, e visto como segregador, dividindo corpos em critérios como idade, gênero entre outros, e deposita no gênero masculino todas as suas expectativas. Os preconceitos estão inseridos em corpos, instituições e mecanismos, em todas as esferas e o tema da homofobia tem aparecido bastante dentro do contexto esportivo. Os esportes de um modo geral ainda estão longe de ser um território democrático e igualitário, pois comportam diferentes formas de intolerância. Se distanciando cada vez mais de uma dinâmica social e cultural que os cerca. Uma dessas formas de intolerância diz respeito à diversidade sexual. O objetivo desta pesquisa que se encontra em andamento para conclusão do curso de mestrado em Educação Física da UPE/UFPB é analisar como os homossexuais enfrentam as barreiras da heteronormatividade através do esporte de lazer; discutir as barreiras existentes e exclusões para com homossexuais no âmbito do esporte de lazer e verificar como grupos esportistas homossexuais compreendem seu corpo e utilizam os esportes de lazer como prática de poder e inserção social. A pesquisa caracteriza-se como um estudo etnográfico crítico com abordagem qualitativa por se tratar de descrição de fenômeno. Este tipo de abordagem denominada etnografia crítica, Os dados estão sendo coletados a partir da observação participante através do diário de campo; bem como de entrevistas semi-estruturadas, com o auxílio de um gravador de voz, propiciando as narrativas produzidas pelos sujeitos cada entrevista. Como técnica de análise dos dados, concomitante ao processo de investigação, optamos por seguir o modelo de análise situacional proposto por Van Velsen (1967), que se baseia no processo social, enfatizando nas normas e nos conflitos. São classificados como sujeitos do estudo, aproximadamente 50 atletas masculinos de um time de voleibol amador da cidade de João Pessoa, conhecidos notoriamente como STAR PLAY, composto por indivíduos referidamente homossexuais que participam de competições locais e interestaduais. Esta pesquisa se encontra em andamento para conclusão da Dissertação relacionado aos Estudos Sócio-Culturais do Movimento Humano, do Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física, UPE/UFPB, como conclusão o curso de Mestrado em Educação Física.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.