Artigo Anais SEMLICA

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-9333

Visualizações: 45
AVALIAÇÃO DO EFEITO DA DOSAGEM DE BIOFERTILIZANTE BOVINO SOBRE AS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DA ABÓBORA (CUCURBITA MOSCHATA CV. XINGÓ JACAREZINHO “CASCA GROSSA”)

Resumo

RESUMOO objetivo do trabalho foi avaliar o efeito da dosagem de biofertilizante bovino sobre as características físico-químicas da abóbora Cucurbita moschata cv. Xingó Jacarezinho “casca grossa”, cultivadas no setor de Agroecologia do Departamento de Agrárias e Exatas, Centro de Ciências Humanas e Agrárias da Universidade Estadual da Paraíba, Campus IV. Utilizou-se um delineamento bloco casualisado com quatro tratamentos, referente as doses de biofertilizante: D0= sem biofertilizante bovino; D1= 0,7 litros de biofertilizante/planta; D2= constituído de 1,4 litros/planta; D3= constituído de 2,1 litros/planta distribuídos em três repetições, totalizando 12 parcelas experimentais, sendo cada uma composta por 10 plantas, perfazendo 120 plantas. Após a colheita, as abóboras foram descascadas e trituradas em processador doméstico, embaladas em sacos plástico de polietileno, congeladas e posteriormente transportadas para o laboratório de análise físico-química do CVT/UFCG-Campus Pombal. As análises de laboratório foram feitas visando verificar qual a influência da dosagem do biofertilizante bovino sobre os parâmetros: pH, umidade, proteínas, sólidos solúveis totais e acidez total titulável. De acordo com a análise de variância, pelo teste F, só houve efeito estatístico significativo para as variáveis pH e proteína dos tratamentos referentes às doses de biofertilizante bovino, ajustando melhor ao modelo quadrático. Diante do exposto, conclui-se que, com exceção da proteína, o biofertilizante bovino contribuiu positivamente para as características físico-químicas da abóbora.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.