Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 136
A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL E EM MINAS GERAIS: EDUCAÇÃO PARA UMA NOVA SOCIABILIDADE

Palavra-chaves: FORMAÇÃO DE PROFESSORES, EDUCAÇÃO, NEOLIBERALISMO, NOVA SOCIABILIDADE, NOVA SOCIABILIDADE Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Formação, Profissionalização e Trabalho Docente

Resumo

Esse trabalho tem como objetivo compreender como os princípios e estratégias das políticas educacionais, e de formação de professores no Brasil e em específico no estado de Minas Gerais, e como corroboram com os pressupostos da mundialização do capital, dos organismos internacionais, de uma nova forma de ser, pensar e agir - sociabilidade capitalista, hoje definida como projeto Neoliberal da Terceira Via. A análise desse movimento será realizada através do materialismo histórico dialético, com base em um estudo teórico de caráter descritivo-analítico, trazendo alguns aspectos essenciais para compreensão da conjuntura educacional desde a década de 1990. Diante desse panorama, é necessário entender como a formação de professores é realizada frente a exigência de sucesso nas políticas educacionais focalizadas como os programas adotados em Minas Gerais, elevando a tão exigida qualidade educacional mineira, que se encontra ligada diretamente ao desenvolvimento econômico e social do estado. Nesse sentido, a formação compensatória, técnica e em larga escala, que engloba a aquisição de novos valores, competências e habilidades, se torna essencial e suficiente para solucionar lacunas históricas da educação, formando um professor de “novo tipo”, moldado a uma nova sociabilidade, capacitado por uma perspectiva tecnicista, pragmática, gerencial, de acordo com os pressupostos do neoliberalismo da terceira via. É importante enfatizar que essas ações se remetem ao modelo empresarial que foi reportado à educação para se obter uma gestão mais eficiente, que apresente mais resultados com menos gastos. Logo, os discentes são preparados e instruídos exclusivamente para o trabalho simples, que não exige criação nem inferência, somente repetição, constituindo o mercado de trabalho, alavancando o desenvolvimento do país, e a economia mundial.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.