Artigo Anais II CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 34
PERCEPÇÃO AMBIENTAL E MAPAS MENTAS: UMA EXPERIÊNCIA NO MUNICÍPIO DE ITAARA (RS)

Palavra-chaves: PERCEPÇÃO AMBIENTAL, MAPAS MENTAIS, ITAARA (RS) Pôster (PO) / Poster Submission Educação Ambiental

Resumo

O referente projeto teve por objetivo compreender a percepção ambiental por meio de mapas mentais. Assim, o trabalho foi desenvolvido com os alunos do 6º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Alfredo Lenhartd, no município de Itaara (RS). Utilizou-se os mapas metais como ferramenta para compreender a percepção ambiental dos alunos, sensibilizando-os quanto ao cuidado com o espaço vivido, e articulando os saberes do alunos com o conhecimento adquirido no decorrer dos anos escolares. Com a atividade os alunos puderam estabelecer relações entre a organização espacial e evidenciaramos problemas ambientais encontrados, propondo soluções para uma cidade melhor. A utilização dos mapas mentais se mostrou efetiva, em função da dedicação dos alunos ao construí-los. Contribuiu-se na pratica de ensino aprendizagem, por ser uma experiência diferenciada do cotidiano do aluno e por atribuir a linguagem como resultado de experiências dos alunos. Com a prática desenvolvida destacou-se as relações de afetividade dos alunos, com relação ao lugar, fazendo-os perceberem a importância dos elementos ambientais para a construção de saberes geográficos e para a valorização do meio natural encontrado no município de Itaara (RS). Ao propor a discussão de uma nova racionalidade ambiental, superando a racionalidade meramente instrumental e economicista que deu origem às crises ambiental e social em que vivemos, o projeto assume um compromisso em colaborar, articulando as questões da comunidade com as demais escalas de controle e organização da sociedade, para a construção de novos cenários futuros, ambientalmente mais sustentáveis e socialmente mais justos para todos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.