Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

TEORIAS DA APRENDIZAGEM: DA TEORIA À PRÁTICA

Palavra-chaves: TEORIAS DA APRENDIZAGEM, CONSTRUTIVISMO, SALA DE AULA Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES
"2014-09-18 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 7974
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 549
    "inscrito_id" => 32316
    "titulo" => "TEORIAS DA APRENDIZAGEM: DA TEORIA À PRÁTICA"
    "resumo" => "Este trabalho é fruto de discussões e reflexões na disciplina Teorias da Aprendizagem em Ensino de Ciências e Matemática, ele busca trazer uma reflexão a partir da observação de uma sala de aula e identificação da(s) teoria(s) de aprendizagem adotada(s) pelo professor naquele momento.  Sabemos que uma simples observação não é suficiente para expressar com rigor científico a(s) teoria(s) de aprendizagem sobressalente(s) ao professor observado, entretanto, trata-se de um “exercício aos mestrandos” de identificação das teorias estudadas no âmbito desta disciplina em uma situação prática do cotidiano escolar. Elencamos ideias do construtivismo de Piaget, onde a construção do conhecimento ocorre quando o assunto interage com o objeto do conhecimento; Vygotsky, onde o processo de aprendizagem ocorre quando há interação. O desenvolvimento cognitivo depende do contexto social, histórico e cultural; a aprendizagem ocorre através da interação social, quando “ocorre” a aquisição dos significados, sendo a fala o signo principal desta aquisição; Ausubel, onde o indivíduo aprende quando aquilo que se propõe que ele aprenda é significativo.  Bruner, onde o aprendizado é um processo ativo, baseado em seus conhecimentos prévios e os que estão sendo estudados. O aprendiz filtra e transforma a nova informação, infere hipóteses e toma decisões e na teoria social da aprendizagem, onde o principal foco é na aprendizagem como participação social, devendo integrar os componentes necessários para caracterizar a participação social como um processo de aprender e de conhecer. Interligado a este conceito está o conceito de comunidades de prática, em que o domínio corresponde a uma área de conhecimento, interesse ou atividade humana; a comunidade é composta pelos indivíduos, suas interações e construção de relacionamentos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "FORMAÇÃO DE PROFESSORES"
    "palavra_chave" => "TEORIAS DA APRENDIZAGEM, CONSTRUTIVISMO, SALA DE AULA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_09_08_2014_12_46_34_idinscrito_32316_908dde4fe8f7fda7b1423d1e61f8e904.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ EDIVAM BRAZ SANTANA"
    "autor_nome_curto" => "EDIVAM SANTANA"
    "autor_email" => "edivamsantana@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 7974
    "edicao_id" => 23
    "trabalho_id" => 549
    "inscrito_id" => 32316
    "titulo" => "TEORIAS DA APRENDIZAGEM: DA TEORIA À PRÁTICA"
    "resumo" => "Este trabalho é fruto de discussões e reflexões na disciplina Teorias da Aprendizagem em Ensino de Ciências e Matemática, ele busca trazer uma reflexão a partir da observação de uma sala de aula e identificação da(s) teoria(s) de aprendizagem adotada(s) pelo professor naquele momento.  Sabemos que uma simples observação não é suficiente para expressar com rigor científico a(s) teoria(s) de aprendizagem sobressalente(s) ao professor observado, entretanto, trata-se de um “exercício aos mestrandos” de identificação das teorias estudadas no âmbito desta disciplina em uma situação prática do cotidiano escolar. Elencamos ideias do construtivismo de Piaget, onde a construção do conhecimento ocorre quando o assunto interage com o objeto do conhecimento; Vygotsky, onde o processo de aprendizagem ocorre quando há interação. O desenvolvimento cognitivo depende do contexto social, histórico e cultural; a aprendizagem ocorre através da interação social, quando “ocorre” a aquisição dos significados, sendo a fala o signo principal desta aquisição; Ausubel, onde o indivíduo aprende quando aquilo que se propõe que ele aprenda é significativo.  Bruner, onde o aprendizado é um processo ativo, baseado em seus conhecimentos prévios e os que estão sendo estudados. O aprendiz filtra e transforma a nova informação, infere hipóteses e toma decisões e na teoria social da aprendizagem, onde o principal foco é na aprendizagem como participação social, devendo integrar os componentes necessários para caracterizar a participação social como um processo de aprender e de conhecer. Interligado a este conceito está o conceito de comunidades de prática, em que o domínio corresponde a uma área de conhecimento, interesse ou atividade humana; a comunidade é composta pelos indivíduos, suas interações e construção de relacionamentos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "FORMAÇÃO DE PROFESSORES"
    "palavra_chave" => "TEORIAS DA APRENDIZAGEM, CONSTRUTIVISMO, SALA DE AULA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_1datahora_09_08_2014_12_46_34_idinscrito_32316_908dde4fe8f7fda7b1423d1e61f8e904.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:54"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:12:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ EDIVAM BRAZ SANTANA"
    "autor_nome_curto" => "EDIVAM SANTANA"
    "autor_email" => "edivamsantana@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais I CONEDU"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2014"
    "edicao_logo" => "5e4a0671b0a63_17022020002017.png"
    "edicao_capa" => "5f1848d9ed142_22072020111033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-09-18 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Este trabalho é fruto de discussões e reflexões na disciplina Teorias da Aprendizagem em Ensino de Ciências e Matemática, ele busca trazer uma reflexão a partir da observação de uma sala de aula e identificação da(s) teoria(s) de aprendizagem adotada(s) pelo professor naquele momento. Sabemos que uma simples observação não é suficiente para expressar com rigor científico a(s) teoria(s) de aprendizagem sobressalente(s) ao professor observado, entretanto, trata-se de um “exercício aos mestrandos” de identificação das teorias estudadas no âmbito desta disciplina em uma situação prática do cotidiano escolar. Elencamos ideias do construtivismo de Piaget, onde a construção do conhecimento ocorre quando o assunto interage com o objeto do conhecimento; Vygotsky, onde o processo de aprendizagem ocorre quando há interação. O desenvolvimento cognitivo depende do contexto social, histórico e cultural; a aprendizagem ocorre através da interação social, quando “ocorre” a aquisição dos significados, sendo a fala o signo principal desta aquisição; Ausubel, onde o indivíduo aprende quando aquilo que se propõe que ele aprenda é significativo. Bruner, onde o aprendizado é um processo ativo, baseado em seus conhecimentos prévios e os que estão sendo estudados. O aprendiz filtra e transforma a nova informação, infere hipóteses e toma decisões e na teoria social da aprendizagem, onde o principal foco é na aprendizagem como participação social, devendo integrar os componentes necessários para caracterizar a participação social como um processo de aprender e de conhecer. Interligado a este conceito está o conceito de comunidades de prática, em que o domínio corresponde a uma área de conhecimento, interesse ou atividade humana; a comunidade é composta pelos indivíduos, suas interações e construção de relacionamentos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.