Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

DIDÁTICA, TECNOLOGIA E O CURRÍCULO DE SOCIOLOGIA

Palavra-chaves: CURRÍCULO, DIDÁTICA, TECNOLOGIA Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Este trabalho procura problematizar a forma como os currículos de Sociologia estão abordando a tecnologia, compreendendo que é de fundamental importância que o currículo de Sociologia não seja restrito ao desenvolvimento de técnicas e competências inerentes ao instrumental curricular. Nesse sentido, o currículo precisa apresentar as concepções da sociedade e da política presentes na abordagem que o profissional irá apresentar. Logo, uma discussão sobre o currículo da disciplina de Sociologia no ensino médio, que contemple também a formação prática do professor de Sociologia, exige contextualizar o desafio representado pela amplitude do material informativo da disciplina gerada pelas novas tecnologias, os recursos disponíveis ao professor para desenvolver o uso da tecnologia de forma positiva para o aprimoramento do ensino. Não se esquecendo de contextualizar as condições em que a escola está inserida. Assim, perguntamos: Será que os profissionais docentes da Sociologia estão realmente preparados para uma estruturação do currículo com base na tecnologia? De que maneira os Currículos Oficiais têm contextualizado este tema? Partindo da necessidade de um currículo que pautasse as práticas dos supervisores e bolsistas, bem como dos professores de Sociologia no Estado do Rio Grande do Norte, iniciamos o estudo dos Currículos do Rio de Janeiro, Distrito Federal, São Paulo e Paraná, estados que já oficializaram seu conteúdo. Para a verificação da viabilidade do currículo a ser elaborado, procuramos realizar uma análise comparativa com base em alguns critérios: o papel do professor na mediação entre o tema da tecnologia e o conhecimento sociológico; o uso da tecnologia enquanto realidade escolar e os subsídios trazidos pelos currículos de Sociologia para proposição didático-metodológica do tema “tecnologia”. Assim, nota-se nos currículos a falta de conteúdos que envolvam questões que evidenciem a importância de discutir a tecnologia, seus modos de inclusão e exclusão social e econômica, suas várias facetas culturais e as mudanças/adaptações ocorridas na sociedade e no cotidiano a partir da natureza de cada tecnologia. Nem mesmo se aprofunda a discussão do uso da tecnologia enquanto prática de ensino e recurso didático. Como pré-requisito básico diante da complexidade tecnológica do mundo globalizado, os profissionais da Sociologia precisam aprender a pensar a prática e educativa sob o uso dessas novas ferramentas como auxiliadores na formação da cidadania. Desde que é percebida a necessidade de as escolas ensinarem aos jovens a identificarem as intenções e as influências das diferentes linguagens tecnológicas sobre a sociedade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.