Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 213
BRINCAR E APRENDER: A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA PERCEPÇÃO DAS PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Palavra-chaves: BRINCAR, APRENDER, EDUCAÇÃO INFANTIL, PAPEL DO PROFESSOR, PAPEL DO PROFESSOR Comunicação Oral (CO) GT 09 – Educação Infantil Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA, DESCRITIVA, EXPLICATIVA E DE CAMPO, DE CUNHO QUANTI-QUALITATIVO QUE TEVE COMO OBJETIVO GERAL: VERIFICAR A PERCEPÇÃO DAS PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL SOBRE A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA, PARA O DESENVOLVIMENTO SÓCIO COGNITIVO DAS CRIANÇAS. DURANTE O ESTUDO BIBLIOGRÁFICO, ENCONTROU-SE UMA INFINIDADE DE PESQUISAS, ARTIGOS QUE ANALISAM E DISCUTEM O TEMA ENFATIZANDO O ATO DE BRINCAR, COMO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM DA CRIANÇA ENQUANTO SER HUMANO, POIS NÃO SE TRATA SÓ DE UM MOMENTO DE PASSATEMPO, MAS É NAS BRINCADEIRA E NOS JOGOS, QUE OCORREM A FORMAÇÃO DA ASSIMILAÇÃO DE CONHECIMENTOS DA CRIANÇA. PARA VERIFICAR A PERCEPÇÃO DAS PROFESSORAS, FOI APLICADO UM QUESTIONÁRIO COM PERGUNTAS OBJETIVAS E SUBJETIVAS A SEIS PROFESSORAS DO PRÉ I E II. A PARTIR DOS DADOS COLETADOS, OBSERVAMOS QUE MESMO O BRINCAR ESTANDO PRESENTE NO COTIDIANO DA CRECHE, A MAIORIA DAS PROFESSORAS NÃO UTILIZA COMO UMA FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM, MAS APENAS DE DISTRAÇÃO E PASSA TEMPO, COMO PERCEBEMOS, APENAS DUAS PROFESSORAS PREOCUPAM-SE EM UTILIZAR O BRINCAR COMO UM MÉTODO PARA A MELHORIA DO ENSINO EM SALA DE AULA. PARA QUE A FORMAÇÃO DA CRIANÇA ACONTEÇA EM SALA DE AULA ATRAVÉS DO LÚDICO, TEMOS O ENVOLVIMENTO TANTO DO PROFESSOR COMO DOS ALUNOS DE FORMA MÚTUA, É PRECISO UMA INTERAÇÃO INTRÍNSECA, QUE NORMALMENTE NÃO ACONTECE PELA PEDAGOGIA CONVENCIONAL, NO MOMENTO DO BRINCAR PARA A APRENDIZAGEM, TODAS AS FORMALIDADES IMPOSTAS PELO ENSINO ESCOLAR SÃO QUEBRADAS, E AMBOS – PROFESSOR E ALUNOS – PASSAM A ATUAR CONJUNTAMENTE NA CONSTRUÇÃO DO PROCESSO DE APRENDIZAGEM.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.