Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 186
RASTREIO DO DÉFICIT COGNITIVO DOS CUIDADORES DE IDOSOS COMUNITÁRIOS

Palavra-chaves: DÉFICIT COGNITIVO, CUIDADOR, IDOSO, Comunicação Oral (CO) AT 07: Cuidadores de pessoas idosas: formação e competências

Resumo

OBJETIVOU-SE IDENTIFICAR RASTREAR O DÉFICIT COGNITIVO NO CUIDADOR COMUNITÁRIO, EM UM GRUPO DE 35 CUIDADORES DO MUNICÍPIO DE RECIFE; PERNAMBUCO, NO ANO DE 2016. FOI UTILIZADO UM INSTRUMENTO PARA COLETA DOS DADOS SOCIOECONÔMICOS E DEMOGRÁFICOS É UM INSTRUMENTO PARA IDENTIFICAÇÃO DE DÉFICIT COGNITIVO, O MINIEXAME DO ESTADO MENTAL (MEEM), TRADUZIDO, ACULTURADO E VALIDADO PARA O BRASIL. OS DADOS OBTIDOS FORAM TABULADOS NO SPSS VERSÃO 21.0 E ANALISADOS POR MEIO DE DADOS ESTATÍSTICOS CATEGORIZADOS. A PESQUISA IDENTIFICOU QUE APENAS 25,7 % (N=9) DOS CUIDADORES APRESENTARAM DÉFICIT COGNITIVO. EM SE TRATANDO DESSES CUIDADORES, FOI OBSERVADO O SEGUINTE PERFIL: MULHER (74,3%; N= 26), IDADE DE MAIOR FREQUÊNCIA ENTRE 40 E 49 (34,3; N=12), RENDA DE ATÉ 1 SALÁRIO (65,7%; N=23). A AVALIAÇÃO DO DÉFICIT COGNITIVO NO CUIDADOR DE IDOSOS COMUNITÁRIOS PERMITE QUE O PROFISSIONAL DE SAÚDE ATENTE PARA AS NECESSIDADES COGNITIVAS DO MESMO E QUE ESTES SEJAM ALERTADOS E AUXILIADOS CONFORME POSSÍVEIS LIMITAÇÕES RASTREADAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.