Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

DADOS SOCIODEMOGRÁFICOS E RELAÇÃO COM A SINTOMATOLOGIA CLIMATÉRICA

Palavra-chaves: CLIMATÉRIO, CONDIÇÕES SOCIAIS, SAÚDE DA MULHER Tema Livre (TL) Saúde Coletiva Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

O climatério é um processo caracterizado pelo declínio dos hormônios esteróides ovarianos em decorrência do envelhecimento feminino, que desencadeia ou não algumas alterações neurogênicas, psicogênicas e metabólicas, podendo ser influenciadas pelo contexto socioeconômico em que a mulher vive. Trata-se de um estudo transversal prospectivo, com amostra probabilística, totalizando 390 mulheres climatéricas, abrangendo todas as USF da zona urbana no município de Cajazeiras-PB, Brasil. Teve como objetivos: identificar dados sociodemográficos das mulheres e a influência destes na presença das alterações climatéricas, Trata-se de um estudo transversal e prospectivo, realizado no município de Cajazeiras- PB, da Zona Urbana, no período de janeiro a março de 2013. A amostra foi constituída por 427 mulheres, sendo que 390 mulheres finalizaram o protocolo. Os dados foram coletados entre janeiro a março 2013, por meio de entrevistas seguindo um roteiro estruturado. A intensidade da sintomatologia climatérica foi avaliada pelo Índice Menopausal de Kupperman e Blatt (IMKB). A pesquisa teve aprovação do Comitê de Ética da Universidade Estadual de Campina Grande. Na análise dos dados foi utilizado o pacote estatístico para ciências sociais (Statistical Package for the Social Sciences - SPSS), versão 17, aplicando a estatística descritiva, tendo como medida de tendência central a média; bem como a aplicação do teste de Qui-Quadrado (χ2), a fim de se obter a correlação entre as variáveis. Para confirmar a relação estabelecida entre as variáveis aplicou-se o modelo de regressão linear. A média etária das pesquisadas foi de 49,17 anos. Os dados demonstraram que apenas a idade menopausal (α=0,048) e a escolaridade (α=0,003) mantiveram relação direta com o IMKB. Assim, confirmou-se que o aumento da idade e a redução dos anos de escolaridade associaram-se significativamente aos sintomas climatéricos mais intensos. Pelos achados, pode-se inferir que a sintomatologia do climatério depende de vários fatores interligados, e que a intensidade dos sintomas está relacionada a aspectos de ordem biológica, psicológica, sociocultural e econômica, inerentes a história de vida de cada mulher. Considerando a insuficiente condição socioeconômica e a intensidade dos sintomas climatéricos encontrados, percebe-se a necessidade de uma assistência mais qualificada e humanizada às mulheres em foco, por meio de um cuidado integral e individualizado, visando a uma melhor qualidade vida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.