Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

AVALIAÇÃO DA DEPRESSÃO EM IDOSOS: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL E PORTUGAL

Palavra-chaves: SAÚDE DO IDOSO, DEPRESSÃO, ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL Pôster (PO) AT 02: Doenças Biopsicossociais no Processo de Envelhecimento
"2019-06-26 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 53295
    "edicao_id" => 109
    "trabalho_id" => 191
    "inscrito_id" => 372
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA DEPRESSÃO EM IDOSOS: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL E PORTUGAL"
    "resumo" => "OBJETIVA-SE COMPARAR A DEPRESSÃO DE IDOSOS NO BRASIL E EM PORTUGAL. TRATA-SE DE ESTUDO TRANSVERSAL, QUANTITATIVO E ANALÍTICO. FORAM AVALIADOS 160 IDOSOS, SENDO 110 NO BRASIL E 50 EM PORTUGAL. UTILIZOU-SE O INVENTÁRIO DE BECK E A ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (GDS-15) NA MENSURAÇÃO DOS DADOS. O PROJETO FOI APROVADO AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP/HUOL SITUADO EM NATAL/BRASIL (PARECER N. 562.318) E APROVADO NO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA EM PORTUGAL (PARECER N. 14011). COM RELAÇÃO AO GDS-15, NO BRASIL HOUVE MAIOR PREDOMINÂNCIA DO QUADRO DEPRESSIVO DO QUE EM PORTUGAL (40% VS 11,9%, P= 0,018). QUANTO À INTENSIDADE, PARA AMBOS OS PAÍSES, CLASSIFICADA EM LEVE E GRAVE TEMOS (35,0% VS 10,0% LEVE) E (5,0% VS 1,9% GRAVE), SEM SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,057). COM BASE NO INVENTÁRIO DE BECK, QUANTO À PRESENÇA DE DEPRESSÃO NO BRASIL E PORTUGAL (28,8% VS 12,5%, P=0,046). EM RELAÇÃO À INTENSIDADE DE DEPRESSÃO NESSES DOIS PAÍSES, OS NÍVEIS CLASSIFICADOS COMO LEVE, MODERADO E GRAVE, NO BRASIL E PORTUGAL (20,6% VS 7,5% LEVE), (3,8% VS 5,0% MODERADO), (4,4% VS 0% GRAVE), APRESENTANDO SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,046). OS DOIS INSTRUMENTOS UTILIZADOS EVIDENCIARAM SINTOMAS DEPRESSIVOS, SENDO NO BRASIL EM NÍVEIS MAIS ELEVADOS DO QUE EM PORTUGAL. LOGO, A AVALIAÇÃO E ABORDAGEM EFETIVA DOS PROBLEMAS RELA-CIONADOS À SAÚDE MENTAL FAVORECEM A DETECÇÃO E TRATAMENTO PRECOCE."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 02: Doenças Biopsicossociais no Processo de Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "SAÚDE DO IDOSO, DEPRESSÃO, ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV125_MD4_SA2_ID372_22052019172529.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:53:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LARISSA SILVA SADOVSKI TORRES"
    "autor_nome_curto" => "LARISSA SADOVSKI"
    "autor_email" => "larissasadovski@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais VI CIEH"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2019"
    "edicao_logo" => "5e49e780eec9b_16022020220816.png"
    "edicao_capa" => "5ee370c6dba9e_12062020091046.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-06-26 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 53295
    "edicao_id" => 109
    "trabalho_id" => 191
    "inscrito_id" => 372
    "titulo" => "AVALIAÇÃO DA DEPRESSÃO EM IDOSOS: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL E PORTUGAL"
    "resumo" => "OBJETIVA-SE COMPARAR A DEPRESSÃO DE IDOSOS NO BRASIL E EM PORTUGAL. TRATA-SE DE ESTUDO TRANSVERSAL, QUANTITATIVO E ANALÍTICO. FORAM AVALIADOS 160 IDOSOS, SENDO 110 NO BRASIL E 50 EM PORTUGAL. UTILIZOU-SE O INVENTÁRIO DE BECK E A ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (GDS-15) NA MENSURAÇÃO DOS DADOS. O PROJETO FOI APROVADO AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP/HUOL SITUADO EM NATAL/BRASIL (PARECER N. 562.318) E APROVADO NO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA EM PORTUGAL (PARECER N. 14011). COM RELAÇÃO AO GDS-15, NO BRASIL HOUVE MAIOR PREDOMINÂNCIA DO QUADRO DEPRESSIVO DO QUE EM PORTUGAL (40% VS 11,9%, P= 0,018). QUANTO À INTENSIDADE, PARA AMBOS OS PAÍSES, CLASSIFICADA EM LEVE E GRAVE TEMOS (35,0% VS 10,0% LEVE) E (5,0% VS 1,9% GRAVE), SEM SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,057). COM BASE NO INVENTÁRIO DE BECK, QUANTO À PRESENÇA DE DEPRESSÃO NO BRASIL E PORTUGAL (28,8% VS 12,5%, P=0,046). EM RELAÇÃO À INTENSIDADE DE DEPRESSÃO NESSES DOIS PAÍSES, OS NÍVEIS CLASSIFICADOS COMO LEVE, MODERADO E GRAVE, NO BRASIL E PORTUGAL (20,6% VS 7,5% LEVE), (3,8% VS 5,0% MODERADO), (4,4% VS 0% GRAVE), APRESENTANDO SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,046). OS DOIS INSTRUMENTOS UTILIZADOS EVIDENCIARAM SINTOMAS DEPRESSIVOS, SENDO NO BRASIL EM NÍVEIS MAIS ELEVADOS DO QUE EM PORTUGAL. LOGO, A AVALIAÇÃO E ABORDAGEM EFETIVA DOS PROBLEMAS RELA-CIONADOS À SAÚDE MENTAL FAVORECEM A DETECÇÃO E TRATAMENTO PRECOCE."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 02: Doenças Biopsicossociais no Processo de Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "SAÚDE DO IDOSO, DEPRESSÃO, ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE, SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV125_MD4_SA2_ID372_22052019172529.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:53:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "LARISSA SILVA SADOVSKI TORRES"
    "autor_nome_curto" => "LARISSA SADOVSKI"
    "autor_email" => "larissasadovski@gmail.com"
    "autor_ies" => "UFRN"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vi-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais VI CIEH"
    "edicao_evento" => "VI Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2019
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2019"
    "edicao_logo" => "5e49e780eec9b_16022020220816.png"
    "edicao_capa" => "5ee370c6dba9e_12062020091046.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2019-06-26 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 26 de junho de 2019

Resumo

OBJETIVA-SE COMPARAR A DEPRESSÃO DE IDOSOS NO BRASIL E EM PORTUGAL. TRATA-SE DE ESTUDO TRANSVERSAL, QUANTITATIVO E ANALÍTICO. FORAM AVALIADOS 160 IDOSOS, SENDO 110 NO BRASIL E 50 EM PORTUGAL. UTILIZOU-SE O INVENTÁRIO DE BECK E A ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (GDS-15) NA MENSURAÇÃO DOS DADOS. O PROJETO FOI APROVADO AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA CEP/HUOL SITUADO EM NATAL/BRASIL (PARECER N. 562.318) E APROVADO NO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA EM PORTUGAL (PARECER N. 14011). COM RELAÇÃO AO GDS-15, NO BRASIL HOUVE MAIOR PREDOMINÂNCIA DO QUADRO DEPRESSIVO DO QUE EM PORTUGAL (40% VS 11,9%, P= 0,018). QUANTO À INTENSIDADE, PARA AMBOS OS PAÍSES, CLASSIFICADA EM LEVE E GRAVE TEMOS (35,0% VS 10,0% LEVE) E (5,0% VS 1,9% GRAVE), SEM SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,057). COM BASE NO INVENTÁRIO DE BECK, QUANTO À PRESENÇA DE DEPRESSÃO NO BRASIL E PORTUGAL (28,8% VS 12,5%, P=0,046). EM RELAÇÃO À INTENSIDADE DE DEPRESSÃO NESSES DOIS PAÍSES, OS NÍVEIS CLASSIFICADOS COMO LEVE, MODERADO E GRAVE, NO BRASIL E PORTUGAL (20,6% VS 7,5% LEVE), (3,8% VS 5,0% MODERADO), (4,4% VS 0% GRAVE), APRESENTANDO SIGNIFICÂNCIA ESTATÍSTICA (P= 0,046). OS DOIS INSTRUMENTOS UTILIZADOS EVIDENCIARAM SINTOMAS DEPRESSIVOS, SENDO NO BRASIL EM NÍVEIS MAIS ELEVADOS DO QUE EM PORTUGAL. LOGO, A AVALIAÇÃO E ABORDAGEM EFETIVA DOS PROBLEMAS RELA-CIONADOS À SAÚDE MENTAL FAVORECEM A DETECÇÃO E TRATAMENTO PRECOCE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.