Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

NEUROPSICOLOGIA, TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL (TCC) E PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA (PNL): UMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR PARA DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE (TAS)

Palavra-chaves: NEUROPSICOLOGIA, TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL, PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA Tema Livre (TL) Psicologia Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

A saúde mental é compreendida como indispensável para o bem estar do indivíduo (OMS, 2001). Nesse contexto, “os transtornos de ansiedade [TAs] estão entre as doenças mais prevalentes [...] que reduzem extensamente a qualidade de vida dos pacientes” (NIEDERAUER et al., 2007, p. 272). Através da metodologia bibliográfica, pretendemos, como objetivo geral, embasar teoricamente a aplicação da Neuropsicologia, da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) e da Programação Neurolinguística (PNL), numa abordagem interdisciplinar, no diagnóstico e tratamento dos Transtornos de Ansiedade (TAs). Para percorrer este caminho, nossos objetivos específicos são: 1) verificar a contribuição da Neuropsicologia para o diagnóstico de TAs; 2) analisar as contribuições de técnicas da TCC e da PNL para o tratamento dos TAs; 3) fazer um quadro comparativo das referidas técnicas. O diferencial do presente trabalho consiste em reunir três grandes áreas da ciência com o intuito de investigar teoricamente e reunir estratégias para buscar a melhoria da qualidade de vida da população que é acometida por um dos TAs. Além disso, afirmamos a importância desta pesquisa por apresentar novas perspectivas de conhecimento interdisciplinar para auxiliar na atuação clínica do psicólogo. Há um leque variado de estudos que envolvem a ansiedade e os TAs à luz da TCC. Contudo, foi percebido que há a escassez de pesquisas que abordem a Neuropsicologia como apoio no diagnóstico TAs, tendo em vista que esta área da ciência ainda está alcançando avanços quanto à produção de conhecimento. Quanto à PNL, encontramos ainda mais dificuldades de cunho bibliográfico, onde lançamos a hipótese que há a ausência desse material teórico a PNL se voltar a diversas áreas e âmbitos do conhecimento – a exemplo de Administração, Comunicação, Recursos Humanos etc. – e não ser específica da área clínica/médica. Além dessas limitações, em nossas buscas, não encontramos material teórico e de aplicação prática/clínica que abrangesse as três grandes áreas da ciência aqui correlacionadas. Através da presente pesquisa, é possível concluir que a Neuropsicologia, a Terapia Cognitivo-Comportamental e a Programação Neurolinguística, numa abordagem interdisciplinar, podem ser utilizadas em conjunto para o diagnóstico e tratamento dos Transtornos de Ansiedade, verificando as necessidades de cada caso clínico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.