Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 258
PREVENÇÃO DE ACIDENTES OFÍDICOS NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

Palavra-chaves: ACIDENTES OFÍDICOS, ATENÇÃO BÁSICA, PREVENÇÃO PRIMÁRIA Pôster (PO) Saúde Pública Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

O Ofidismo é considerado dentre os acidentes causados por animais peçonhentos, o de maior interesse para a saúde pública, apresentando desta forma, maior frequência e gravidade nos casos notificados. Verifica-se assim predominância de casos encontrados na região Norte e Centro-Oeste, onde se destacam quatro gêneros de serpentes peçonhentas distribuídas em todas as regiões: acidente botrópico (73,5%), seguido por caudissona (7,5%), laquético (3,0%), elapídico (0,7%) e 3,0% destes ataques provocados por serpentes não peçonhentas. Como a atenção básica lida com a promoção, proteção, prevenção de agravos, torna-se prioritário trabalhar os acidentes ofídicos nestas três vertentes, por se tratar de um dos acidentes de maior prevalência na região, o que pode ser demonstrado pela incidência de casos que, de 2005 a 2010, representou registros consideráveis em 3.033 notificações de ocorrências de acidentes ofídicos no estado da Paraíba. Objetivos: descrever os fatores de risco para a ocorrência dos acidentes ofídicos, bem como ressaltar a importância da atuação da atenção básica, através de ações preventivas que devem ser adotadas pela comunidade. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo bibliográfico. Resultados e discussão: Entre os problemas de saúde pública, encontram-se os acidentes ofídicos. Estes tipos de acidentes, na grande maioria dos casos, estão relacionados ao aumento da atividade humana em territórios verdes pelos diversos locais, como por exemplo, por meio de construções e habitações, que acabam por invadir o habitat dos animais. Além disso, existe uma soma de condições favoráveis como alimento, abrigo e clima para haver uma maior probabilidade da multiplicação da espécie, constituindo-se no principal fator de risco para a ocorrência de acidentes ofídicos. Alguns fatores que podem ser trabalhados pela Atenção Básica na forma de prevenção são: examinar calçados e roupas antes de usar; evitar colocar mãos e pés dentre de buracos, pedras ou lenhas; evitar acúmulo de lixo, entulhos e material de construção próximo a residências; ações como palestras realizadas na unidade de saúde abordando o incentivo ao saneamento básico adequado e limpeza, tendo atenção com o acondicionamento e destino do lixo, a importância do uso correto de equipamentos de proteção individual (EPI) na manipulação de entulhos e evitar queimadas. Conclui-se que é de fundamental importância a implantação de estratégias educativas acerca do tema para que se possa mudar o quadro epidemiológico atual dos acidentes ofídicos e, consequentemente, oferecer saúde sem agredir o meio ambiente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.