Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

Visualizações: 185
ABORDAGEM MULTIFATORIAL NA ATENÇÃO EM SAÚDE BUCAL: BUSCANDO A INTEGRALIDADE E AUTONOMIA NO CUIDADO

Palavra-chaves: SAÚDE BUCAL, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, FAMÍLIAS Relato de Experiência(RE) Saúde Coletiva

Resumo

Introdução: Programas de saúde bucal para crianças são importantes, pois, contribuem de forma relevante no tocante à atenção primária em saúde bucal. Objetivos: O referido programa objetivou a promoção da saúde da criança de uma forma integral, incluindo não somente as crianças, mas também os professores que as ensinam e as famílias, de modo a fornecer subsídios para que a comunidade assistida desenvolva autonomia em relação à saúde bucal. Desenvolvimento de atividades: Para execução das atividades o programa contou com 19 extensionistas, e um público alvo de 197 crianças e 22 professores, distribuídos em 6 creches do município de Patos-PB; bem como 142 famílias e 30 agentes comunitários de saúde(ACS´s) distribuídos entre 13 Unidades Básicas de Saúde. As ações foram realizadas dividindo a equipe em três eixos: o primeiro trabalhava diretamente com as crianças por meio de atividades educativas, lúdicas e teatralizações além de avaliar a condição de saúde bucal pelos índices IHOS e ceo-d; o segundo eixo trabalhou diretamente com os professores das crianças fazendo capacitações e oficinas sobre temas importantes para saúde bucal na escola e, o terceiro eixo trabalhou com as famílias das crianças fazendo visitas domiciliares juntamente com os ACS´s para conhecer o ambiente familiar das crianças e posteriormente realizou oficinas com os pais/responsáveis e ACS´s para trabalhar temas relacionados a saúde bucal. Para o planejamento das atividades tomou-se como base o diagnóstico situacional, obtido previamente, das crianças, professores e famílias e a partir deste as ações foram traçadas e executadas visando abordar o público alvo de maneira condizente com sua realidade. Análise Crítica: Com base na experiência vivenciada pode-se concluir que programas odontológicos baseados em ações preventivas que abordem as necessidades das populações de menor acesso aos serviços de saúde odontológicos e que integrem comunidade e profissionais de saúde precisam ser valorizados, pois, são capazes de transformar cidadãos em agentes multiplicadores de saúde e formar profissionais com visão de promoção de saúde dentro de uma abordagem holística onde sejam levados em consideração os diferentes aspectos sócio-culturais de cada comunidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.