Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

TREINAMENTO DE HABILIDADES SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palavra-chaves: HABILIDADES SOCIAIS, ASSERTIVIDADE, COMPORTAMENTO Relato de Experiência(RE) Psicologia
"2014-04-09 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 5140
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 131
    "inscrito_id" => 14
    "titulo" => "TREINAMENTO DE HABILIDADES SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "O ser humano vive em constante desenvolvimento cognitivo, social, comportamental e emocional. As relações humanas permeiam todo o seu período de desenvolvimento, desde a infância a velhice, sendo sempre necessário adequar às habilidades de lidar com o outro. O termo Habilidades Sociais (HS) refere-se a denominações de diferentes comportamentos sociais associados ao repertório de um indivíduo, contribuindo para a qualidade e a efetividade das interações. Este relato visa descrever, de forma crítica e reflexiva, experiências sobre um projeto de extensão realizado com 12 estudantes de Psicologia no sertão paraibano. O objetivo do referido projeto foi treinar acadêmicos para a vida social, profissional e pessoal por meio de técnicas de HS. Dentre as habilidades treinadas, a assertividade teve maior repercussão, pois diante das práticas exigidas durante o projeto obteve-se a confirmação de que respostas assertivas conseguem obter maior aprovação do meio social. Durante os encontros foi verificado que as habilidades sociais dizem respeito a comportamentos necessários a uma relação interpessoal, podendo estes comportamentos ocorrer de forma passiva, agressiva ou assertiva. A expressão do comportamento passivo se estabelece através da não manifestação de desaprovação diante de atitudes desagradáveis, causando um desconforto e incômodo para ambas as partes. A agressividade gera um comportamento equivocado, expressado de forma incoerente, onde o indivíduo perde o controle, comprometendo ainda mais o quadro de interação social. Já no comportamento assertivo, o indivíduo expressa os sentimentos de maneira adequada, com maior uso de afirmações dotadas de afeto, usando um tom de voz audível com verbalização clara, mantendo o autocontrole, direcionamento olho no olho, postura corporal, gestos e expressões faciais favoráveis, o inverso do comportamento agressivo. Dessa forma, o comportamento assertivo demonstra um comportamento satisfatório para o bom convívio social. Mas diante das práticas, percebeu-se que comportar-se de forma assertiva não é fácil, necessita-se de treinamento, principalmente em situações que frequentemente leva o indivíduo descontrole. Também foi notório que agir assertivamente com pessoas desconhecidas é mais fácil, pois lidar com pessoas em que se tem maior intimidade envolvem as emoções, dificultando o ato de pensar antes de falar ou agir. Na prática, encontramos situações que dificultaram o exercício da assertividade. Essas situações envolviam certos estados emocionais como medo, culpa, raiva e emoções fortes. Dessa forma, o Treinamento de HS foi importante para tornarem automáticos comportamentos assertivos que dificilmente seriam desempenhamos sem algum suporte. Conclui-se que desempenhar um comportamento assertivo é muitas vezes difícil, mas é uma habilidade social aprendida quando praticada assiduamente. Dessa forma, um fator crucial para a aplicação de tal comportamento o autocontrole, pois esse auxilia e facilita a assertividade em todas as situações, mesmo diante daquelas em que os estados emocionais fortes afloram, favorecendo uma socialização bem-sucedida."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "HABILIDADES SOCIAIS, ASSERTIVIDADE, COMPORTAMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_11_03_2014_23_12_09_idinscrito_14_013905871cef0835f6737c1e5f1301ab.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BYANCA EUGÊNIA DUARTE SILVA"
    "autor_nome_curto" => "BYANCA DUARTE"
    "autor_email" => "byanca_psi@outlook.com"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 5140
    "edicao_id" => 17
    "trabalho_id" => 131
    "inscrito_id" => 14
    "titulo" => "TREINAMENTO DE HABILIDADES SOCIAIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "O ser humano vive em constante desenvolvimento cognitivo, social, comportamental e emocional. As relações humanas permeiam todo o seu período de desenvolvimento, desde a infância a velhice, sendo sempre necessário adequar às habilidades de lidar com o outro. O termo Habilidades Sociais (HS) refere-se a denominações de diferentes comportamentos sociais associados ao repertório de um indivíduo, contribuindo para a qualidade e a efetividade das interações. Este relato visa descrever, de forma crítica e reflexiva, experiências sobre um projeto de extensão realizado com 12 estudantes de Psicologia no sertão paraibano. O objetivo do referido projeto foi treinar acadêmicos para a vida social, profissional e pessoal por meio de técnicas de HS. Dentre as habilidades treinadas, a assertividade teve maior repercussão, pois diante das práticas exigidas durante o projeto obteve-se a confirmação de que respostas assertivas conseguem obter maior aprovação do meio social. Durante os encontros foi verificado que as habilidades sociais dizem respeito a comportamentos necessários a uma relação interpessoal, podendo estes comportamentos ocorrer de forma passiva, agressiva ou assertiva. A expressão do comportamento passivo se estabelece através da não manifestação de desaprovação diante de atitudes desagradáveis, causando um desconforto e incômodo para ambas as partes. A agressividade gera um comportamento equivocado, expressado de forma incoerente, onde o indivíduo perde o controle, comprometendo ainda mais o quadro de interação social. Já no comportamento assertivo, o indivíduo expressa os sentimentos de maneira adequada, com maior uso de afirmações dotadas de afeto, usando um tom de voz audível com verbalização clara, mantendo o autocontrole, direcionamento olho no olho, postura corporal, gestos e expressões faciais favoráveis, o inverso do comportamento agressivo. Dessa forma, o comportamento assertivo demonstra um comportamento satisfatório para o bom convívio social. Mas diante das práticas, percebeu-se que comportar-se de forma assertiva não é fácil, necessita-se de treinamento, principalmente em situações que frequentemente leva o indivíduo descontrole. Também foi notório que agir assertivamente com pessoas desconhecidas é mais fácil, pois lidar com pessoas em que se tem maior intimidade envolvem as emoções, dificultando o ato de pensar antes de falar ou agir. Na prática, encontramos situações que dificultaram o exercício da assertividade. Essas situações envolviam certos estados emocionais como medo, culpa, raiva e emoções fortes. Dessa forma, o Treinamento de HS foi importante para tornarem automáticos comportamentos assertivos que dificilmente seriam desempenhamos sem algum suporte. Conclui-se que desempenhar um comportamento assertivo é muitas vezes difícil, mas é uma habilidade social aprendida quando praticada assiduamente. Dessa forma, um fator crucial para a aplicação de tal comportamento o autocontrole, pois esse auxilia e facilita a assertividade em todas as situações, mesmo diante daquelas em que os estados emocionais fortes afloram, favorecendo uma socialização bem-sucedida."
    "modalidade" => "Relato de Experiência(RE)"
    "area_tematica" => "Psicologia"
    "palavra_chave" => "HABILIDADES SOCIAIS, ASSERTIVIDADE, COMPORTAMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Modalidade_3datahora_11_03_2014_23_12_09_idinscrito_14_013905871cef0835f6737c1e5f1301ab.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:51"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:08:38"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BYANCA EUGÊNIA DUARTE SILVA"
    "autor_nome_curto" => "BYANCA DUARTE"
    "autor_email" => "byanca_psi@outlook.com"
    "autor_ies" => "FACULDADE SANTA MARIA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-conacis"
    "edicao_nome" => "Anais CONACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2014
    "edicao_pasta" => "anais/conacis/2014"
    "edicao_logo" => "5e48b0ffd111d_16022020000327.png"
    "edicao_capa" => "5f183ea35f5aa_22072020102659.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2014-04-09 00:00:00"
    "publicacao_id" => 15
    "publicacao_nome" => "Revista CONACIS"
    "publicacao_codigo" => "2358-0186"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

O ser humano vive em constante desenvolvimento cognitivo, social, comportamental e emocional. As relações humanas permeiam todo o seu período de desenvolvimento, desde a infância a velhice, sendo sempre necessário adequar às habilidades de lidar com o outro. O termo Habilidades Sociais (HS) refere-se a denominações de diferentes comportamentos sociais associados ao repertório de um indivíduo, contribuindo para a qualidade e a efetividade das interações. Este relato visa descrever, de forma crítica e reflexiva, experiências sobre um projeto de extensão realizado com 12 estudantes de Psicologia no sertão paraibano. O objetivo do referido projeto foi treinar acadêmicos para a vida social, profissional e pessoal por meio de técnicas de HS. Dentre as habilidades treinadas, a assertividade teve maior repercussão, pois diante das práticas exigidas durante o projeto obteve-se a confirmação de que respostas assertivas conseguem obter maior aprovação do meio social. Durante os encontros foi verificado que as habilidades sociais dizem respeito a comportamentos necessários a uma relação interpessoal, podendo estes comportamentos ocorrer de forma passiva, agressiva ou assertiva. A expressão do comportamento passivo se estabelece através da não manifestação de desaprovação diante de atitudes desagradáveis, causando um desconforto e incômodo para ambas as partes. A agressividade gera um comportamento equivocado, expressado de forma incoerente, onde o indivíduo perde o controle, comprometendo ainda mais o quadro de interação social. Já no comportamento assertivo, o indivíduo expressa os sentimentos de maneira adequada, com maior uso de afirmações dotadas de afeto, usando um tom de voz audível com verbalização clara, mantendo o autocontrole, direcionamento olho no olho, postura corporal, gestos e expressões faciais favoráveis, o inverso do comportamento agressivo. Dessa forma, o comportamento assertivo demonstra um comportamento satisfatório para o bom convívio social. Mas diante das práticas, percebeu-se que comportar-se de forma assertiva não é fácil, necessita-se de treinamento, principalmente em situações que frequentemente leva o indivíduo descontrole. Também foi notório que agir assertivamente com pessoas desconhecidas é mais fácil, pois lidar com pessoas em que se tem maior intimidade envolvem as emoções, dificultando o ato de pensar antes de falar ou agir. Na prática, encontramos situações que dificultaram o exercício da assertividade. Essas situações envolviam certos estados emocionais como medo, culpa, raiva e emoções fortes. Dessa forma, o Treinamento de HS foi importante para tornarem automáticos comportamentos assertivos que dificilmente seriam desempenhamos sem algum suporte. Conclui-se que desempenhar um comportamento assertivo é muitas vezes difícil, mas é uma habilidade social aprendida quando praticada assiduamente. Dessa forma, um fator crucial para a aplicação de tal comportamento o autocontrole, pois esse auxilia e facilita a assertividade em todas as situações, mesmo diante daquelas em que os estados emocionais fortes afloram, favorecendo uma socialização bem-sucedida.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.