Artigo Anais II CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

SINTOMAS COMPORTAMENTAIS E PSICOLÓGICOS DA DEMÊNCIA (SCPD): PRÁTICA CLÍNICA E TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA DIRECIONADA AO IDOSO

Palavra-chaves: IDOSOS, PSIQUIATRIA, DEMÊNCIA Pôster (PO) AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas a Pessoa Idosa
"2018-11-22 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 50435
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 285
    "inscrito_id" => 949
    "titulo" => "SINTOMAS COMPORTAMENTAIS E PSICOLÓGICOS DA DEMÊNCIA (SCPD): PRÁTICA CLÍNICA E TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA DIRECIONADA AO IDOSO"
    "resumo" => "Resumo: Os sintomas comportamentais e psicológicos da demência (SCPD) referem-se como um grupo de sintomas psiquiátricos e comportamentos que são perigosos, inconvenientes e afetam o cuidado individual em um determinado ambiente. Incluem-se os seguintes domínios relacionados aos sintomas: agitação, apatia, depressão, ansiedade, entre outros. O percentual varia conforme a classificação da doença de Alzheimer (Clinical Dementia Rating – CDR). Quanto maior o CDR, mais prevalente é o SCPD. Apesar das intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, os antipsicóticos tem mostrado maior nível de evidência em relação à efetividade quanto ao manejo dos SCPD. No estudo relatado, pretende-se aplicar um instrumento denominado Questionário do Inventário Neuropsiquiátrico (Q-INP) que já foi validado para uso no Brasil. Com os dados coletados a partir de três meses após início do tratamento, tem-se avaliado, de forma retrospectiva, que as intervenções farmacológicas tem tido alguma efetividade no controle de sintomas (SCPD). Apesar de as intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, alguns antipsicóticos têm mostrado maior efetividade quanto ao manejo dos SCPD mais graves, principalmente, nos casos de psicose ou agressividade tanto para o idoso, quanto para outras pessoas. O objetivo deste estudo foi: descrever a prática clínica quanto à avaliação e o manejo dos casos de alterações comportamentais e psicológicas em idosos com demência."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas a Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "IDOSOS, PSIQUIATRIA, DEMÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA3_ID949_04112018193548.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GUSTAVO SCHELLE"
    "autor_nome_curto" => "GUSTAVO"
    "autor_email" => "gschelle@hotmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 50435
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 285
    "inscrito_id" => 949
    "titulo" => "SINTOMAS COMPORTAMENTAIS E PSICOLÓGICOS DA DEMÊNCIA (SCPD): PRÁTICA CLÍNICA E TERAPÊUTICA FARMACOLÓGICA DIRECIONADA AO IDOSO"
    "resumo" => "Resumo: Os sintomas comportamentais e psicológicos da demência (SCPD) referem-se como um grupo de sintomas psiquiátricos e comportamentos que são perigosos, inconvenientes e afetam o cuidado individual em um determinado ambiente. Incluem-se os seguintes domínios relacionados aos sintomas: agitação, apatia, depressão, ansiedade, entre outros. O percentual varia conforme a classificação da doença de Alzheimer (Clinical Dementia Rating – CDR). Quanto maior o CDR, mais prevalente é o SCPD. Apesar das intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, os antipsicóticos tem mostrado maior nível de evidência em relação à efetividade quanto ao manejo dos SCPD. No estudo relatado, pretende-se aplicar um instrumento denominado Questionário do Inventário Neuropsiquiátrico (Q-INP) que já foi validado para uso no Brasil. Com os dados coletados a partir de três meses após início do tratamento, tem-se avaliado, de forma retrospectiva, que as intervenções farmacológicas tem tido alguma efetividade no controle de sintomas (SCPD). Apesar de as intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, alguns antipsicóticos têm mostrado maior efetividade quanto ao manejo dos SCPD mais graves, principalmente, nos casos de psicose ou agressividade tanto para o idoso, quanto para outras pessoas. O objetivo deste estudo foi: descrever a prática clínica quanto à avaliação e o manejo dos casos de alterações comportamentais e psicológicas em idosos com demência."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas a Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "IDOSOS, PSIQUIATRIA, DEMÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA3_ID949_04112018193548.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GUSTAVO SCHELLE"
    "autor_nome_curto" => "GUSTAVO"
    "autor_email" => "gschelle@hotmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-22 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 22 de novembro de 2018

Resumo

Resumo: Os sintomas comportamentais e psicológicos da demência (SCPD) referem-se como um grupo de sintomas psiquiátricos e comportamentos que são perigosos, inconvenientes e afetam o cuidado individual em um determinado ambiente. Incluem-se os seguintes domínios relacionados aos sintomas: agitação, apatia, depressão, ansiedade, entre outros. O percentual varia conforme a classificação da doença de Alzheimer (Clinical Dementia Rating – CDR). Quanto maior o CDR, mais prevalente é o SCPD. Apesar das intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, os antipsicóticos tem mostrado maior nível de evidência em relação à efetividade quanto ao manejo dos SCPD. No estudo relatado, pretende-se aplicar um instrumento denominado Questionário do Inventário Neuropsiquiátrico (Q-INP) que já foi validado para uso no Brasil. Com os dados coletados a partir de três meses após início do tratamento, tem-se avaliado, de forma retrospectiva, que as intervenções farmacológicas tem tido alguma efetividade no controle de sintomas (SCPD). Apesar de as intervenções não farmacológicas serem a primeira opção a considerar, alguns antipsicóticos têm mostrado maior efetividade quanto ao manejo dos SCPD mais graves, principalmente, nos casos de psicose ou agressividade tanto para o idoso, quanto para outras pessoas. O objetivo deste estudo foi: descrever a prática clínica quanto à avaliação e o manejo dos casos de alterações comportamentais e psicológicas em idosos com demência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.