Artigo Anais II CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

QUEDAS: ESTUDO DE FATORES DE RISCO EM UM GRUPO DE IDOSOS VINCULADOS A UM PLANO DE SAÚDE EM SÃO PAULO, CAPITAL.

Palavra-chaves: QUEDAS, SÃO PAULO, IDOSOS Pôster (PO) AT 01: Gerontologia Social
"2018-11-21 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 50425
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 32
    "inscrito_id" => 162
    "titulo" => "QUEDAS: ESTUDO DE FATORES DE RISCO EM UM GRUPO DE IDOSOS VINCULADOS A UM PLANO DE SAÚDE EM SÃO PAULO, CAPITAL."
    "resumo" => "Introdução: Queda é um evento limitante, considerado um marcador de fragilidade, morte, institucionalização e de declínio na saúde de idosos, causando restrição de mobilidade, incapacidade funcional, isolamento social, insegurança e medo. O envelhecimento traz mudanças fisiológicas, como a perda de massa muscular, osteoporose, rigidez articular e alterações do sono que podem desencadear o evento queda. Além disso, o uso de medicamentos nesta faixa etária pode aumentar o risco de queda. Metodologia: Estudo transversal, com um grupo de idosos atendidos em um ambulatório de um plano de saúde localizado em São Paulo, capital, durante o ano de 2016. Os dados foram coletados de maneira secundária, por meio de busca em prontuário. Foram analisadas as presenças de rigidez articular, polifarmácia, uso de medicamentos psicoativos e sono inadequado. Resultados: Foram estudados 107 idosos vinculados a um plano de saúde da capital de São Paulo, com média de idade 77,9 anos. A média de medicamentos utilizados por idoso foi de 5,8. Notou-se que 11,5% destes idosos recebiam prescrição de benzodiazepínicos, com predomínio dos de longa ação e 6,5% recebiam de anti-histamínicos. Observou-se a associação entre a presença de rigidez articular, polifarmácia e sono inadequado com o evento queda. Conclusão: A queda é um importante evento que deve ser destacado, pois pode resultar em graves conseqüências na qualidade de vida dos idosos, além de acarretar custos consideráveis para o sistema de saúde, os próprios idosos e suas famílias."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 01: Gerontologia Social"
    "palavra_chave" => "QUEDAS, SÃO PAULO, IDOSOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA1_ID162_22092018120100.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BRUNA GIOVANNONI RIBEIRO"
    "autor_nome_curto" => "BRUNA GIOVANNONI"
    "autor_email" => "bruna_giovannoni@hotmail."
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-21 23:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 50425
    "edicao_id" => 102
    "trabalho_id" => 32
    "inscrito_id" => 162
    "titulo" => "QUEDAS: ESTUDO DE FATORES DE RISCO EM UM GRUPO DE IDOSOS VINCULADOS A UM PLANO DE SAÚDE EM SÃO PAULO, CAPITAL."
    "resumo" => "Introdução: Queda é um evento limitante, considerado um marcador de fragilidade, morte, institucionalização e de declínio na saúde de idosos, causando restrição de mobilidade, incapacidade funcional, isolamento social, insegurança e medo. O envelhecimento traz mudanças fisiológicas, como a perda de massa muscular, osteoporose, rigidez articular e alterações do sono que podem desencadear o evento queda. Além disso, o uso de medicamentos nesta faixa etária pode aumentar o risco de queda. Metodologia: Estudo transversal, com um grupo de idosos atendidos em um ambulatório de um plano de saúde localizado em São Paulo, capital, durante o ano de 2016. Os dados foram coletados de maneira secundária, por meio de busca em prontuário. Foram analisadas as presenças de rigidez articular, polifarmácia, uso de medicamentos psicoativos e sono inadequado. Resultados: Foram estudados 107 idosos vinculados a um plano de saúde da capital de São Paulo, com média de idade 77,9 anos. A média de medicamentos utilizados por idoso foi de 5,8. Notou-se que 11,5% destes idosos recebiam prescrição de benzodiazepínicos, com predomínio dos de longa ação e 6,5% recebiam de anti-histamínicos. Observou-se a associação entre a presença de rigidez articular, polifarmácia e sono inadequado com o evento queda. Conclusão: A queda é um importante evento que deve ser destacado, pois pode resultar em graves conseqüências na qualidade de vida dos idosos, além de acarretar custos consideráveis para o sistema de saúde, os próprios idosos e suas famílias."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 01: Gerontologia Social"
    "palavra_chave" => "QUEDAS, SÃO PAULO, IDOSOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV114_MD4_SA1_ID162_22092018120100.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:37"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:07:05"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BRUNA GIOVANNONI RIBEIRO"
    "autor_nome_curto" => "BRUNA GIOVANNONI"
    "autor_email" => "bruna_giovannoni@hotmail."
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais II CNEH"
    "edicao_evento" => "II Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2018"
    "edicao_logo" => "5e49f6503c6b5_16022020231128.png"
    "edicao_capa" => "5f183e545df20_22072020102540.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-11-21 23:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 21 de novembro de 2018

Resumo

Introdução: Queda é um evento limitante, considerado um marcador de fragilidade, morte, institucionalização e de declínio na saúde de idosos, causando restrição de mobilidade, incapacidade funcional, isolamento social, insegurança e medo. O envelhecimento traz mudanças fisiológicas, como a perda de massa muscular, osteoporose, rigidez articular e alterações do sono que podem desencadear o evento queda. Além disso, o uso de medicamentos nesta faixa etária pode aumentar o risco de queda. Metodologia: Estudo transversal, com um grupo de idosos atendidos em um ambulatório de um plano de saúde localizado em São Paulo, capital, durante o ano de 2016. Os dados foram coletados de maneira secundária, por meio de busca em prontuário. Foram analisadas as presenças de rigidez articular, polifarmácia, uso de medicamentos psicoativos e sono inadequado. Resultados: Foram estudados 107 idosos vinculados a um plano de saúde da capital de São Paulo, com média de idade 77,9 anos. A média de medicamentos utilizados por idoso foi de 5,8. Notou-se que 11,5% destes idosos recebiam prescrição de benzodiazepínicos, com predomínio dos de longa ação e 6,5% recebiam de anti-histamínicos. Observou-se a associação entre a presença de rigidez articular, polifarmácia e sono inadequado com o evento queda. Conclusão: A queda é um importante evento que deve ser destacado, pois pode resultar em graves conseqüências na qualidade de vida dos idosos, além de acarretar custos consideráveis para o sistema de saúde, os próprios idosos e suas famílias.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.