Artigo Anais III CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

PREVALÊNCIA DE FUNGOS ANEMÓFILOS COLETADOS NA SALA DE ACERVOS DA BIBLIOTECA DO IFPE – CAMPUS RECIFE

Palavra-chaves: FUNGOS ANEMÓFILOS, BIBLIOTECA, QUALIDADE DO AR, IDENTIFICAÇÃO Pôster (PO) AT 07 - Biodiversidade
"2018-07-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 43320
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 453
    "inscrito_id" => 616
    "titulo" => "PREVALÊNCIA DE FUNGOS ANEMÓFILOS COLETADOS NA SALA DE ACERVOS DA BIBLIOTECA DO IFPE – CAMPUS RECIFE"
    "resumo" => "Tendo em vista que os fungos são também desencadeantes de patologias e que seu principal meio de dispersão é o ar atmosférico, o objetivo dessa pesquisa foi identificar e determinar as prevalências das espécies fúngicas presentes na atmosfera da biblioteca do IFPE – campus Recife. Nesse sentido, o ar do ambiente foi avaliado pela exposição de quatro placas de petri contendo meio Sabouraud-Dextrose-Agar dispostas a um metro do solo por 15 minutos para a deposição de bioaerossóis, contendo microrganismos presentes no ar atmosférico. As amostras fúngicas coletadas foram isoladas e quantificadas. Posteriormente, procedeu-se com a análise taxonômica das colônias encontradas através do estudo das características macro e microscópicas. Dentre as 16 colônias isoladas, foram identificados 05 gêneros fúngicos. O gênero mais frequente foi o Aspergillus spp. com prevalência de 43,75%, seguido dos gêneros Moniliella spp.  (18,75%) e Cladosporium spp. (12,5%). A diversidade e a frequência de gêneros fúngicos relatados e comprovadamente descritos em outros estudos como sendo alérgeno e oportunista para o organismo humano, demonstra, assim, a necessidade do monitoramento microbiológico do ambiente."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 07 - Biodiversidade"
    "palavra_chave" => "FUNGOS ANEMÓFILOS, BIBLIOTECA, QUALIDADE DO AR, IDENTIFICAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD4_SA17_ID616_28052018182649.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:29"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "THAYNÁ LACERDA ALMEIDA"
    "autor_nome_curto" => "THAYNÁ"
    "autor_email" => "thaynalacerda955@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 43320
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 453
    "inscrito_id" => 616
    "titulo" => "PREVALÊNCIA DE FUNGOS ANEMÓFILOS COLETADOS NA SALA DE ACERVOS DA BIBLIOTECA DO IFPE – CAMPUS RECIFE"
    "resumo" => "Tendo em vista que os fungos são também desencadeantes de patologias e que seu principal meio de dispersão é o ar atmosférico, o objetivo dessa pesquisa foi identificar e determinar as prevalências das espécies fúngicas presentes na atmosfera da biblioteca do IFPE – campus Recife. Nesse sentido, o ar do ambiente foi avaliado pela exposição de quatro placas de petri contendo meio Sabouraud-Dextrose-Agar dispostas a um metro do solo por 15 minutos para a deposição de bioaerossóis, contendo microrganismos presentes no ar atmosférico. As amostras fúngicas coletadas foram isoladas e quantificadas. Posteriormente, procedeu-se com a análise taxonômica das colônias encontradas através do estudo das características macro e microscópicas. Dentre as 16 colônias isoladas, foram identificados 05 gêneros fúngicos. O gênero mais frequente foi o Aspergillus spp. com prevalência de 43,75%, seguido dos gêneros Moniliella spp.  (18,75%) e Cladosporium spp. (12,5%). A diversidade e a frequência de gêneros fúngicos relatados e comprovadamente descritos em outros estudos como sendo alérgeno e oportunista para o organismo humano, demonstra, assim, a necessidade do monitoramento microbiológico do ambiente."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT 07 - Biodiversidade"
    "palavra_chave" => "FUNGOS ANEMÓFILOS, BIBLIOTECA, QUALIDADE DO AR, IDENTIFICAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD4_SA17_ID616_28052018182649.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:29"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "THAYNÁ LACERDA ALMEIDA"
    "autor_nome_curto" => "THAYNÁ"
    "autor_email" => "thaynalacerda955@gmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

Tendo em vista que os fungos são também desencadeantes de patologias e que seu principal meio de dispersão é o ar atmosférico, o objetivo dessa pesquisa foi identificar e determinar as prevalências das espécies fúngicas presentes na atmosfera da biblioteca do IFPE – campus Recife. Nesse sentido, o ar do ambiente foi avaliado pela exposição de quatro placas de petri contendo meio Sabouraud-Dextrose-Agar dispostas a um metro do solo por 15 minutos para a deposição de bioaerossóis, contendo microrganismos presentes no ar atmosférico. As amostras fúngicas coletadas foram isoladas e quantificadas. Posteriormente, procedeu-se com a análise taxonômica das colônias encontradas através do estudo das características macro e microscópicas. Dentre as 16 colônias isoladas, foram identificados 05 gêneros fúngicos. O gênero mais frequente foi o Aspergillus spp. com prevalência de 43,75%, seguido dos gêneros Moniliella spp. (18,75%) e Cladosporium spp. (12,5%). A diversidade e a frequência de gêneros fúngicos relatados e comprovadamente descritos em outros estudos como sendo alérgeno e oportunista para o organismo humano, demonstra, assim, a necessidade do monitoramento microbiológico do ambiente.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.