Artigo Anais III CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ESTUDO ANALÍTICO DE ÁGUAS DE ABASTECIMENTO DO MUNICÍPIO DE DAMIÃO-PB

Palavra-chaves: ANÁLISE DE ÁGUAS, ÁGUAS DE ABASTECIMENTO, ESTUDO ANALÍTICO Pôster (PO) AT 07 - Biodiversidade Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

O presente trabalho foi realizado no semiárido paraibano, localizado no município de Damião/PB. Segundo os dados do (IBGE, 2017) a cidade está inserida na região do Curimataú Paraibano, a 200 km da Capital do Estado da Paraíba, onde dispõe de uma área de 110 km², apresentando um clima tropical semiárido apresentando seca prolongada e abastecimento a partir de carros-pipa. O controle de qualidade e é registrado pela portaria do Ministério da Saúde Nº 2.914/2011 que determinam os padrões de potabilidade vigente no Brasil. Este trabalho tem como objetivo analisar as propriedades físico-químicas de amostras de águas do Município de Damião/PB. A relevância dessa pesquisa é apresentar uma comparação do que é registrado pela portaria do Ministério da Saúde e os resultados analíticos que apresenta a pesquisa em relação às analises de amostras de água a população, tornando-se a comunidade conhecedora a respeito da qualidade da água do município de Damião-PB. Foi analisado pH, condutividade elétrica, dureza total, alcalinidade, turbidez, cloretos e estimativa de sólidos totais. Em suma foi possível verificar a partir das análises que as águas de abastecimento do município de Damião-PB apresentaram valores diferentes em cada parâmetro. O pH de algumas amostras apresentaram valores baixos e altos estabelecidos pela portaria do Ministério da Saúde. Já a dureza total apresenta-se como máxima na amostra A3 (417±0,28). A importância do estudo analítico foi avaliar a qualidade de amostras de águas e promover conhecimento acerca da mesma para a sociedade. Algumas determinações foram comparadas com a portaria n.º 2914, de 12 de dezembro de 2011 e merecem tratamento no que diz respeito ao consumo humano ou/e uso industrial.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.