Artigo Anais III CONAPESC

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

ANÁLISE DA VARIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DE PIRANHAS – PB: SÉRIE HISTÓRICA DE 1911 À 2016

Palavra-chaves: PRECIPITAÇÃO, ANÁLISE PLUVIOMÉTRICA, SÉRIES, RECURSOS HÍDRICOS Comunicação Oral (CO) AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica
"2018-07-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42892
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 661
    "inscrito_id" => 932
    "titulo" => "ANÁLISE DA VARIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DE PIRANHAS – PB: SÉRIE HISTÓRICA DE 1911 À 2016"
    "resumo" => "Dotado de ampla variabilidade climática e alto potencial de recursos hídricos, o Brasil apresenta características que variam desde a Região Semiárida à Amazônica. De modo que a diversificada distribuição dos recursos hídricos não corresponde a demanda populacional, tornando-se vital para o desenvolvimento socioeconômico o planejamento do uso racional desses recursos. Sendo assim, estudos realizados para analisar o comportamento de variáveis climáticas como a precipitação, a partir de séries temporais de dados hidrológicos possui relevância na gestão de recursos hídricos, por se tratar de indicadores para direcionar medidas de mitigação dos impactos. No semiárido brasileiro, a irregularidade das chuvas chegam a condições extremas, refletindo em longos períodos de estiagem, responsáveis pelo êxodo populacional, tratando-se de um território vulnerável. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a variação pluviométrica entre 1911-2016 do município de São José de Piranhas, localizado no alto sertão paraibano. Os dados hidrológicos foram obtidos a partir da plataforma HidroWeb e da AESA, em seguida foram padronizados no software Excel, possibilitando a análise das séries históricas: chuvas totais anuais, chuva máxima diária anual e chuva totais mensais. Para tanto, foi possível observar que a variabilidade da precipitação mostra um regime de chuva rigoroso na área em estudo, onde o mês mais chuvoso é março, apresentando cerca de 233 mm de chuva. Esse estudo é relevante quanto à gestão de recursos hídricos, como meio a ser utilizado para definição de estratégias e metas de projetos, bem como ferramenta para prevenção de inundações, desgaste do solo e cheias."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica"
    "palavra_chave" => "PRECIPITAÇÃO, ANÁLISE PLUVIOMÉTRICA, SÉRIES, RECURSOS HÍDRICOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD1_SA28_ID932_04062018211310.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "AMANDA MARIA FELIX BADÚ"
    "autor_nome_curto" => "AMANDA BADÚ"
    "autor_email" => "amandafelixbadu@hotmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42892
    "edicao_id" => 91
    "trabalho_id" => 661
    "inscrito_id" => 932
    "titulo" => "ANÁLISE DA VARIAÇÃO PLUVIOMÉTRICA DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DE PIRANHAS – PB: SÉRIE HISTÓRICA DE 1911 À 2016"
    "resumo" => "Dotado de ampla variabilidade climática e alto potencial de recursos hídricos, o Brasil apresenta características que variam desde a Região Semiárida à Amazônica. De modo que a diversificada distribuição dos recursos hídricos não corresponde a demanda populacional, tornando-se vital para o desenvolvimento socioeconômico o planejamento do uso racional desses recursos. Sendo assim, estudos realizados para analisar o comportamento de variáveis climáticas como a precipitação, a partir de séries temporais de dados hidrológicos possui relevância na gestão de recursos hídricos, por se tratar de indicadores para direcionar medidas de mitigação dos impactos. No semiárido brasileiro, a irregularidade das chuvas chegam a condições extremas, refletindo em longos períodos de estiagem, responsáveis pelo êxodo populacional, tratando-se de um território vulnerável. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a variação pluviométrica entre 1911-2016 do município de São José de Piranhas, localizado no alto sertão paraibano. Os dados hidrológicos foram obtidos a partir da plataforma HidroWeb e da AESA, em seguida foram padronizados no software Excel, possibilitando a análise das séries históricas: chuvas totais anuais, chuva máxima diária anual e chuva totais mensais. Para tanto, foi possível observar que a variabilidade da precipitação mostra um regime de chuva rigoroso na área em estudo, onde o mês mais chuvoso é março, apresentando cerca de 233 mm de chuva. Esse estudo é relevante quanto à gestão de recursos hídricos, como meio a ser utilizado para definição de estratégias e metas de projetos, bem como ferramenta para prevenção de inundações, desgaste do solo e cheias."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT 18 - Engenharias – Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Química, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção, Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica"
    "palavra_chave" => "PRECIPITAÇÃO, ANÁLISE PLUVIOMÉTRICA, SÉRIES, RECURSOS HÍDRICOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV107_MD1_SA28_ID932_04062018211310.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:27"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:22:28"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "AMANDA MARIA FELIX BADÚ"
    "autor_nome_curto" => "AMANDA BADÚ"
    "autor_email" => "amandafelixbadu@hotmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conapesc"
    "edicao_nome" => "Anais III CONAPESC"
    "edicao_evento" => "III Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Ciências"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conapesc/2018"
    "edicao_logo" => "5e49fcf7a5075_16022020233951.jpg"
    "edicao_capa" => "5e49fcf7a4784_16022020233951.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 28
    "publicacao_nome" => "Anais do Conapesc"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

Dotado de ampla variabilidade climática e alto potencial de recursos hídricos, o Brasil apresenta características que variam desde a Região Semiárida à Amazônica. De modo que a diversificada distribuição dos recursos hídricos não corresponde a demanda populacional, tornando-se vital para o desenvolvimento socioeconômico o planejamento do uso racional desses recursos. Sendo assim, estudos realizados para analisar o comportamento de variáveis climáticas como a precipitação, a partir de séries temporais de dados hidrológicos possui relevância na gestão de recursos hídricos, por se tratar de indicadores para direcionar medidas de mitigação dos impactos. No semiárido brasileiro, a irregularidade das chuvas chegam a condições extremas, refletindo em longos períodos de estiagem, responsáveis pelo êxodo populacional, tratando-se de um território vulnerável. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a variação pluviométrica entre 1911-2016 do município de São José de Piranhas, localizado no alto sertão paraibano. Os dados hidrológicos foram obtidos a partir da plataforma HidroWeb e da AESA, em seguida foram padronizados no software Excel, possibilitando a análise das séries históricas: chuvas totais anuais, chuva máxima diária anual e chuva totais mensais. Para tanto, foi possível observar que a variabilidade da precipitação mostra um regime de chuva rigoroso na área em estudo, onde o mês mais chuvoso é março, apresentando cerca de 233 mm de chuva. Esse estudo é relevante quanto à gestão de recursos hídricos, como meio a ser utilizado para definição de estratégias e metas de projetos, bem como ferramenta para prevenção de inundações, desgaste do solo e cheias.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.