Artigo Anais XIII CONAGES

ANAIS de Evento

ISSN: 2177-4781

COZINHANDO GÊNERO, PRODUZINDO HIERARQUIAS: A PRODUÇÃO SOCIAL DA CULINÁRIA EM CAMPINA GRANDE-PB

Palavra-chaves: GÊNERO, CULINÁRIA, ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO, COMIDA, COMIDA Comunicação Oral (CO) GT 04 – Gênero, Sexualidades e Modos de Subjetivação
"2018-07-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42100
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 150
    "inscrito_id" => 349
    "titulo" => "COZINHANDO GÊNERO, PRODUZINDO HIERARQUIAS: A PRODUÇÃO SOCIAL DA CULINÁRIA EM CAMPINA GRANDE-PB"
    "resumo" => "A comida, enquanto alimento cozido manifesta as teias de relações sociais estabelecidas e materializadas em um prato culinário. O alimento limita-se a saciar a fome. A comida, como alimento transformado pela cultura, manifesta os processos de sua feitura e degustação, especificidades identitárias, além de hierarquias sociais e de gênero. No caldo básico da relação entre comida e gênero se configuram expressões da dominação masculina e das delimitações do lugar do homem e da mulher nas práticas culinárias destinadas aos espaços públicos e privados. Com o objetivo de investigar o universo culinário sob o recorte cultural e de gênero, a presente pesquisa foi desenvolvida pelo PET – Antropologia da UFCG, no período de 2017/2018. A partir de estudo etnográfico, a pesquisa buscou compreender como o gênero opera enquanto organizador da subjetividade dos atores no universo culinário, determinando o papel do homem e da mulher na produção e consumo da comida. Fizemos observação participante em restaurantes, residências e locais de trabalho associada a entrevistas semiestruturadas com 80 atores sociais distribuídos nas categorias cozinheiros, comensais, gerentes e proprietários, tendo como objetivo analisar as narrativas e práticas referentes às atividades de preparo, apresentação e consumo da comida. Os resultados nos revelaram identidades em mudança, mas ainda persiste a presença de mulheres em espaços públicos demarcados e guiados por orientações do papel de gênero idealizado para funções femininas “próprias” para o espaço privado, bem como uma resistência masculina para assumir a regularidade de atividade culinária na esfera familiar."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 04 – Gênero, Sexualidades e Modos de Subjetivação"
    "palavra_chave" => "GÊNERO, CULINÁRIA, ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO, COMIDA, COMIDA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA5_ID349_10052018105843.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GESSYELLE CATARINE DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "GESSYELLE"
    "autor_email" => "gessyellecatarine@gmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42100
    "edicao_id" => 89
    "trabalho_id" => 150
    "inscrito_id" => 349
    "titulo" => "COZINHANDO GÊNERO, PRODUZINDO HIERARQUIAS: A PRODUÇÃO SOCIAL DA CULINÁRIA EM CAMPINA GRANDE-PB"
    "resumo" => "A comida, enquanto alimento cozido manifesta as teias de relações sociais estabelecidas e materializadas em um prato culinário. O alimento limita-se a saciar a fome. A comida, como alimento transformado pela cultura, manifesta os processos de sua feitura e degustação, especificidades identitárias, além de hierarquias sociais e de gênero. No caldo básico da relação entre comida e gênero se configuram expressões da dominação masculina e das delimitações do lugar do homem e da mulher nas práticas culinárias destinadas aos espaços públicos e privados. Com o objetivo de investigar o universo culinário sob o recorte cultural e de gênero, a presente pesquisa foi desenvolvida pelo PET – Antropologia da UFCG, no período de 2017/2018. A partir de estudo etnográfico, a pesquisa buscou compreender como o gênero opera enquanto organizador da subjetividade dos atores no universo culinário, determinando o papel do homem e da mulher na produção e consumo da comida. Fizemos observação participante em restaurantes, residências e locais de trabalho associada a entrevistas semiestruturadas com 80 atores sociais distribuídos nas categorias cozinheiros, comensais, gerentes e proprietários, tendo como objetivo analisar as narrativas e práticas referentes às atividades de preparo, apresentação e consumo da comida. Os resultados nos revelaram identidades em mudança, mas ainda persiste a presença de mulheres em espaços públicos demarcados e guiados por orientações do papel de gênero idealizado para funções femininas “próprias” para o espaço privado, bem como uma resistência masculina para assumir a regularidade de atividade culinária na esfera familiar."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 04 – Gênero, Sexualidades e Modos de Subjetivação"
    "palavra_chave" => "GÊNERO, CULINÁRIA, ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO, COMIDA, COMIDA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV112_MD1_SA5_ID349_10052018105843.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:15:39"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GESSYELLE CATARINE DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "GESSYELLE"
    "autor_email" => "gessyellecatarine@gmail.c"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG "
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-xiii-conages"
    "edicao_nome" => "Anais XIII CONAGES"
    "edicao_evento" => "XIII Colóquio Nacional Representações de Gênero e de Sexualidades"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conages/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d919238165_19022020165042.png"
    "edicao_capa" => "5e4d91923461c_19022020165042.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 16
    "publicacao_nome" => "Revista CONAGES"
    "publicacao_codigo" => "2177-4781"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de julho de 2018

Resumo

A comida, enquanto alimento cozido manifesta as teias de relações sociais estabelecidas e materializadas em um prato culinário. O alimento limita-se a saciar a fome. A comida, como alimento transformado pela cultura, manifesta os processos de sua feitura e degustação, especificidades identitárias, além de hierarquias sociais e de gênero. No caldo básico da relação entre comida e gênero se configuram expressões da dominação masculina e das delimitações do lugar do homem e da mulher nas práticas culinárias destinadas aos espaços públicos e privados. Com o objetivo de investigar o universo culinário sob o recorte cultural e de gênero, a presente pesquisa foi desenvolvida pelo PET – Antropologia da UFCG, no período de 2017/2018. A partir de estudo etnográfico, a pesquisa buscou compreender como o gênero opera enquanto organizador da subjetividade dos atores no universo culinário, determinando o papel do homem e da mulher na produção e consumo da comida. Fizemos observação participante em restaurantes, residências e locais de trabalho associada a entrevistas semiestruturadas com 80 atores sociais distribuídos nas categorias cozinheiros, comensais, gerentes e proprietários, tendo como objetivo analisar as narrativas e práticas referentes às atividades de preparo, apresentação e consumo da comida. Os resultados nos revelaram identidades em mudança, mas ainda persiste a presença de mulheres em espaços públicos demarcados e guiados por orientações do papel de gênero idealizado para funções femininas “próprias” para o espaço privado, bem como uma resistência masculina para assumir a regularidade de atividade culinária na esfera familiar.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.