Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA: ESTUDO DE CASO COM DEFICIENTES VISUAIS

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO ESPECIAL, MODELOS DIDÁTICOS, DEFICIÊNCIA VISUAL Comunicação Oral (CO) GT 10 - Educação Especial
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 38854
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 2114
    "inscrito_id" => 7285
    "titulo" => "UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA: ESTUDO DE CASO COM DEFICIENTES VISUAIS"
    "resumo" => "A educação especial ocupa-se em promover especificamente e exclusivamente a educação de alunos com algum tipo de necessidade especial. A deficiência visual faz parte desse campo. Ela é caracterizada pela restrição da visão e pode ser de dois tipos: cegueira total e baixa visão. Objetivou-se a elaboração de materiais didáticos táteis e visuais para o ensino de ciências e biologia, voltado para a área de citologia e genética, por meio de maquetes que representasse células animal e vegetal, e a morfologia dos cromossomos, buscando atender às necessidades especiais de alunos com deficiência visual, englobando tanto os de perda total, como os de baixa visão, para contribuir com uma aprendizagem significativa e esclarecedora. Foram escolhidas como objetos de estudo as instituições de ensino Centro de Atendimento Educacional Especializado Irmã Benigna na cidade de Patos-PB e a Escola Estadual de Ensino Médio Francisco de Sá Cavalcante na cidade de Paulista-PB. A pesquisa realizada foi descritiva e exploratória, com aplicação de dois questionários com cinco questões dissertativas básicas sobre o assunto relacionado aos modelos utilizados. Os questionários foram empregados duas vezes: uma antes e outra após a apresentação e explicação dos modelos didáticos. Um questionário abordou os conceitos básicos das estruturas celulares, tanto vegetal quanto animal, e outro envolveu a compreensão sobre cromossomos. Como resultados do questionário referente às células, aplicado aos alunos com grais diferentes de aprendizado foi notada uma mudança mais expressiva nas respostas relativas às questões um e dois, pois 40% dos entrevistados não haviam respondido a essas questões na primeira aplicação do questionário e posteriormente com a segunda aplicação, após a apresentação e utilização dos modelos, todos os alunos conseguiram formular uma resposta satisfatória. Em relação ao questionário sobre cromossomos aplicado ao aluno cego do ensino médio foi observada uma significativa melhoria após o uso dos recursos didáticos, pois o mesmo apresentava dificuldade anterior no entendimento da estrutura e morfologia dos cromossomos. Portanto, destaca-se a eficiência do uso de diferentes técnicas e modelos didáticos, e observa-se a necessidade do estímulo da utilização desses recursos pedagógicos na educação, com objetivo de obter melhores resultados no ensino-aprendizagem na educação especial."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO ESPECIAL, MODELOS DIDÁTICOS, DEFICIÊNCIA VISUAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID7285_11092017172948.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MILLENA DE SOUZA ALVES"
    "autor_nome_curto" => "MILLENA SOUZA"
    "autor_email" => "millenaasouzaa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 38854
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 2114
    "inscrito_id" => 7285
    "titulo" => "UTILIZAÇÃO DE MAQUETES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA: ESTUDO DE CASO COM DEFICIENTES VISUAIS"
    "resumo" => "A educação especial ocupa-se em promover especificamente e exclusivamente a educação de alunos com algum tipo de necessidade especial. A deficiência visual faz parte desse campo. Ela é caracterizada pela restrição da visão e pode ser de dois tipos: cegueira total e baixa visão. Objetivou-se a elaboração de materiais didáticos táteis e visuais para o ensino de ciências e biologia, voltado para a área de citologia e genética, por meio de maquetes que representasse células animal e vegetal, e a morfologia dos cromossomos, buscando atender às necessidades especiais de alunos com deficiência visual, englobando tanto os de perda total, como os de baixa visão, para contribuir com uma aprendizagem significativa e esclarecedora. Foram escolhidas como objetos de estudo as instituições de ensino Centro de Atendimento Educacional Especializado Irmã Benigna na cidade de Patos-PB e a Escola Estadual de Ensino Médio Francisco de Sá Cavalcante na cidade de Paulista-PB. A pesquisa realizada foi descritiva e exploratória, com aplicação de dois questionários com cinco questões dissertativas básicas sobre o assunto relacionado aos modelos utilizados. Os questionários foram empregados duas vezes: uma antes e outra após a apresentação e explicação dos modelos didáticos. Um questionário abordou os conceitos básicos das estruturas celulares, tanto vegetal quanto animal, e outro envolveu a compreensão sobre cromossomos. Como resultados do questionário referente às células, aplicado aos alunos com grais diferentes de aprendizado foi notada uma mudança mais expressiva nas respostas relativas às questões um e dois, pois 40% dos entrevistados não haviam respondido a essas questões na primeira aplicação do questionário e posteriormente com a segunda aplicação, após a apresentação e utilização dos modelos, todos os alunos conseguiram formular uma resposta satisfatória. Em relação ao questionário sobre cromossomos aplicado ao aluno cego do ensino médio foi observada uma significativa melhoria após o uso dos recursos didáticos, pois o mesmo apresentava dificuldade anterior no entendimento da estrutura e morfologia dos cromossomos. Portanto, destaca-se a eficiência do uso de diferentes técnicas e modelos didáticos, e observa-se a necessidade do estímulo da utilização desses recursos pedagógicos na educação, com objetivo de obter melhores resultados no ensino-aprendizagem na educação especial."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 10 - Educação Especial"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO ESPECIAL, MODELOS DIDÁTICOS, DEFICIÊNCIA VISUAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA10_ID7285_11092017172948.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:23"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MILLENA DE SOUZA ALVES"
    "autor_nome_curto" => "MILLENA SOUZA"
    "autor_email" => "millenaasouzaa@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A educação especial ocupa-se em promover especificamente e exclusivamente a educação de alunos com algum tipo de necessidade especial. A deficiência visual faz parte desse campo. Ela é caracterizada pela restrição da visão e pode ser de dois tipos: cegueira total e baixa visão. Objetivou-se a elaboração de materiais didáticos táteis e visuais para o ensino de ciências e biologia, voltado para a área de citologia e genética, por meio de maquetes que representasse células animal e vegetal, e a morfologia dos cromossomos, buscando atender às necessidades especiais de alunos com deficiência visual, englobando tanto os de perda total, como os de baixa visão, para contribuir com uma aprendizagem significativa e esclarecedora. Foram escolhidas como objetos de estudo as instituições de ensino Centro de Atendimento Educacional Especializado Irmã Benigna na cidade de Patos-PB e a Escola Estadual de Ensino Médio Francisco de Sá Cavalcante na cidade de Paulista-PB. A pesquisa realizada foi descritiva e exploratória, com aplicação de dois questionários com cinco questões dissertativas básicas sobre o assunto relacionado aos modelos utilizados. Os questionários foram empregados duas vezes: uma antes e outra após a apresentação e explicação dos modelos didáticos. Um questionário abordou os conceitos básicos das estruturas celulares, tanto vegetal quanto animal, e outro envolveu a compreensão sobre cromossomos. Como resultados do questionário referente às células, aplicado aos alunos com grais diferentes de aprendizado foi notada uma mudança mais expressiva nas respostas relativas às questões um e dois, pois 40% dos entrevistados não haviam respondido a essas questões na primeira aplicação do questionário e posteriormente com a segunda aplicação, após a apresentação e utilização dos modelos, todos os alunos conseguiram formular uma resposta satisfatória. Em relação ao questionário sobre cromossomos aplicado ao aluno cego do ensino médio foi observada uma significativa melhoria após o uso dos recursos didáticos, pois o mesmo apresentava dificuldade anterior no entendimento da estrutura e morfologia dos cromossomos. Portanto, destaca-se a eficiência do uso de diferentes técnicas e modelos didáticos, e observa-se a necessidade do estímulo da utilização desses recursos pedagógicos na educação, com objetivo de obter melhores resultados no ensino-aprendizagem na educação especial.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.