Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

INCLUSÃO SOCIAL: OS DESAFIOS DA ESCOLA NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

Palavra-chaves: INCLUSÃO, INTERVENÇÃO, DESAFIOS, DIFICULDADES Comunicação Oral (CO) GT 11 - Inclusão, Direitos Humanos e Interculturalidade Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O presente artigo traz uma reflexão sobre a questão teórica do papel dos profissionais que atuam diretamente com alunos com necessidades especiais tendo como tema Inclusão Social: e os Desafios no Processo de Ensino Aprendizagem. Falar de dificuldades de aprendizagem é algo corriqueiro e comum tanto em nossas escolas como em outros lugares. Tomando como base o conceito de psicopedagogia. Dessa forma, a escola precisa estar atenta para os novos paradigmas educacionais, é hora de rever os conceitos reformulados no campo da psicopedagogia e encarar os problemas da escola, procurando intervir de forma dinâmica das intervenções feitas com base na psicopedagogia, por ser uma área que atua diretamente no assunto, cabe à escola acioná-la quando necessário ouvindo as queixas e elaborando técnicas inovadoras de apoio ao professor em favor da criança. É comum ouvir de professores que determinada criança não consegue aprender, quando na realidade todas são capazes de aprender, precisa apenas ser bem assistida e estimulada, cabe à escola e equipe técnica procurar meio que melhor atenda às necessidades da criança e foque diretamente na dificuldade do educando. As intervenções dos psicopedagogos e supervisores escolares são um elo neste processo, pois são eles que vão identificar os problemas e criar as intervenções para assim sanar as problemáticas encontradas, conhecendo formas diversificadas de competências relacionado com o saber fazer e como fazer, ou seja, o professor e equipe técnica precisam saber os conhecimentos específicos para conduzir o processo de intervenção em vários contextos. Para muitos professores o simples fato de estar com uma criança que aprende com ritmo mais lento é motivo de discussão e acabam rotulando a criança, dando origem ás queixas, por não saberem lidar com esta diferença, como também comodismo, par5a inserir uma criança no mundo letrado, o que é dever da escola, para isso precisa contribuir para o desenvolvimento desta criança, enquanto sujeito apto ao conhecimento.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.