Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

EDUCAÇÃO DO CAMPO, MISTICA E IMAGINÁRIO SOCIAL:A IMPORTÂNCIA DA MÍSTICA ENQUANTO AÇÃO PEDAGÓGICA

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO DO CAMPO, IMAGINÁRIO SOCIAL, MÍSTICA Comunicação Oral (CO) GT 05 - Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos
"2017-12-20 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 36585
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 776
    "inscrito_id" => 5764
    "titulo" => "EDUCAÇÃO DO CAMPO, MISTICA E IMAGINÁRIO SOCIAL:A IMPORTÂNCIA DA MÍSTICA ENQUANTO AÇÃO PEDAGÓGICA"
    "resumo" => "Neste estudo pretendemos empreender uma reflexão de que a concepção de Educação do Campo proposta pelas Diretrizes Operacionais para Educação Básica nas Escolas do Campo vai além da concepção de educação rural que se tinha, a saber, uma educação que considerava apenas a dimensão econômica. Ressaltamos que a nova concepção abrange a emancipação humana, o atendimento as especificidades do campo, levando em consideração aspectos da cultura campesina, da identidade dos sujeitos em questão, das relações socioambientais, do exercício da mística e também das organizações políticas. Partimos do pressuposto de que toda mística tem como sentido último a libertação das pessoas e que enquanto ação pedagógica pode atuar no enfrentamento de muitas questões vivenciadas no cotidiano. A análise empreendida neste estudo, parte de uma perspectiva de que o homem é o ser que cria símbolos para mediatizar suas relações com o mundo; assim buscamos compreender as questões que envolvem a educação do campo e identificar o imaginário social presente nos símbolos utilizados na mística realizada pelo MST. Para um aproveitamento significativo e chegarmos ao objetivo proposto, selecionamos a pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa e bibliográfica. Tal investigação observa, registra, analisa e correlaciona fatos sem manipulá-los, e objetiva recolher, analisar e interpretar as contribuições teóricas já existentes diante de um determinado fato, assunto ou ideia. Designamos para este artigo a análise da bandeira de luta de tal movimento, a qual consiste no símbolo que circunda uma ideologia constituindo a mística do Movimento. Como resultado do nosso estudo foi possível descrever sobre a mística enquanto espiritualidade que liberta; bem como identificar o imaginário social presente no qual se insere a mística enquanto ação pedagógica no MST, que ensina e dá forças para que os sem-terra possam construir demandas e bandeiras de luta."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 05 - Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO DO CAMPO, IMAGINÁRIO SOCIAL, MÍSTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA5_ID5764_05092017000330.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:21"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:06"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EUNICE SIMOES LINS"
    "autor_nome_curto" => "EUNICE"
    "autor_email" => "euniceslins@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 36585
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 776
    "inscrito_id" => 5764
    "titulo" => "EDUCAÇÃO DO CAMPO, MISTICA E IMAGINÁRIO SOCIAL:A IMPORTÂNCIA DA MÍSTICA ENQUANTO AÇÃO PEDAGÓGICA"
    "resumo" => "Neste estudo pretendemos empreender uma reflexão de que a concepção de Educação do Campo proposta pelas Diretrizes Operacionais para Educação Básica nas Escolas do Campo vai além da concepção de educação rural que se tinha, a saber, uma educação que considerava apenas a dimensão econômica. Ressaltamos que a nova concepção abrange a emancipação humana, o atendimento as especificidades do campo, levando em consideração aspectos da cultura campesina, da identidade dos sujeitos em questão, das relações socioambientais, do exercício da mística e também das organizações políticas. Partimos do pressuposto de que toda mística tem como sentido último a libertação das pessoas e que enquanto ação pedagógica pode atuar no enfrentamento de muitas questões vivenciadas no cotidiano. A análise empreendida neste estudo, parte de uma perspectiva de que o homem é o ser que cria símbolos para mediatizar suas relações com o mundo; assim buscamos compreender as questões que envolvem a educação do campo e identificar o imaginário social presente nos símbolos utilizados na mística realizada pelo MST. Para um aproveitamento significativo e chegarmos ao objetivo proposto, selecionamos a pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa e bibliográfica. Tal investigação observa, registra, analisa e correlaciona fatos sem manipulá-los, e objetiva recolher, analisar e interpretar as contribuições teóricas já existentes diante de um determinado fato, assunto ou ideia. Designamos para este artigo a análise da bandeira de luta de tal movimento, a qual consiste no símbolo que circunda uma ideologia constituindo a mística do Movimento. Como resultado do nosso estudo foi possível descrever sobre a mística enquanto espiritualidade que liberta; bem como identificar o imaginário social presente no qual se insere a mística enquanto ação pedagógica no MST, que ensina e dá forças para que os sem-terra possam construir demandas e bandeiras de luta."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 05 - Movimentos Sociais, Sujeitos e Processos Educativos"
    "palavra_chave" => "EDUCAÇÃO DO CAMPO, IMAGINÁRIO SOCIAL, MÍSTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA5_ID5764_05092017000330.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:21"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:06"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EUNICE SIMOES LINS"
    "autor_nome_curto" => "EUNICE"
    "autor_email" => "euniceslins@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA (UFPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-20 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Neste estudo pretendemos empreender uma reflexão de que a concepção de Educação do Campo proposta pelas Diretrizes Operacionais para Educação Básica nas Escolas do Campo vai além da concepção de educação rural que se tinha, a saber, uma educação que considerava apenas a dimensão econômica. Ressaltamos que a nova concepção abrange a emancipação humana, o atendimento as especificidades do campo, levando em consideração aspectos da cultura campesina, da identidade dos sujeitos em questão, das relações socioambientais, do exercício da mística e também das organizações políticas. Partimos do pressuposto de que toda mística tem como sentido último a libertação das pessoas e que enquanto ação pedagógica pode atuar no enfrentamento de muitas questões vivenciadas no cotidiano. A análise empreendida neste estudo, parte de uma perspectiva de que o homem é o ser que cria símbolos para mediatizar suas relações com o mundo; assim buscamos compreender as questões que envolvem a educação do campo e identificar o imaginário social presente nos símbolos utilizados na mística realizada pelo MST. Para um aproveitamento significativo e chegarmos ao objetivo proposto, selecionamos a pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa e bibliográfica. Tal investigação observa, registra, analisa e correlaciona fatos sem manipulá-los, e objetiva recolher, analisar e interpretar as contribuições teóricas já existentes diante de um determinado fato, assunto ou ideia. Designamos para este artigo a análise da bandeira de luta de tal movimento, a qual consiste no símbolo que circunda uma ideologia constituindo a mística do Movimento. Como resultado do nosso estudo foi possível descrever sobre a mística enquanto espiritualidade que liberta; bem como identificar o imaginário social presente no qual se insere a mística enquanto ação pedagógica no MST, que ensina e dá forças para que os sem-terra possam construir demandas e bandeiras de luta.

Compartilhe:

Visualização do Artigo

Infelizmente, não conseguimos localizar o arquivo para download. Mas não se preocupe, nossa equipe já foi notificada do problema e já estamos trabalhando para a resolução! Tente novamente mais tarde!

Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.