Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A ESCRITA COMO PROCESSO

Palavra-chaves: DIÁRIO DE BORDO, ESCRITA, ENSINO Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 35177
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 709
    "inscrito_id" => 2794
    "titulo" => "A ESCRITA COMO PROCESSO"
    "resumo" => """
      A ESCRITA COMO PROCESSO \r\n
      \r\n
      Carlos Alberto Dantas Silva\r\n
      UniGrendal. carlosalbertodanss@gmail.com\r\n
      \r\n
      José Ivanildo da Silva Soares\r\n
      UniGrendal. soasivanildoprof@hotmail.com\r\n
      \r\n
      Joselildo de Oliveira Alves\r\n
      UniGrendal. joselildo.oliveira@gmail.com\r\n
      \r\n
      José Olavo dos Santos\r\n
      UniGrendal. olavosport@hotmail.com\r\n
      \r\n
      \r\n
      RESUMO\r\n
      Neste trabalho analisaremos através da linha de pesquisa da Didática do Ensino de Língua o melhoramento da escrita dos alunos do 2ºano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Médio José de Lima, localiza no município de Baraúna-PB. Usando como suporte o gênero diário de bordo que será tratado como uma via para uma boa escrita, visto que, é uma escrita continuada e que abrange  os diversos tipos textuais. Traremos o conceito de escrita como processo que requer tempo e prática e não um dom de poucos,tomando por base Antunes (2003) e Garcez (2004). Já a Escola será tratada como formadora de um cidadão capaz de escrever em gêneros diversos, e não apenas uma instituição que promove uma escrita direcionada apenas para um determinado gênero textual,  alinhavando esse pensamento ao teórico Possenti(2012). Bakhtin(1997)  será base para trazermos os gêneros como imanentes de uma necessidade comunicativa, indissociáveis da sociedade e dos meios de comunicação, assim como, meios de aprendizagem dos alunos. Em seguida um dos princípios da boa escrita será posto que é a reescrita, não como uma mera correção de erros de ortografia, mas toda uma reorganização do texto, isso é, da ortografia a semântica, tomando por base Viana(2012).  Após   a análise dos textos reescritos  foi percebido um avanço quanto a grafia padrão das palavras, em relação  às marcas de oralidade como: pra, e o internetês: vc, foram reduzidos em 90% nos textos reescritos. A fase final foi a publicação dos textos  nas redes sociais , deixado a critério dos mesmos, pois não queríamos impor essa exposição dos textos .\r\n
      \r\n
      Palavras-chave: Diário de bordo, Escrita, Ensino.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização"
    "palavra_chave" => "DIÁRIO DE BORDO, ESCRITA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA8_ID2794_03092017122024.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLOS ALBERTO DANTAS SILVA"
    "autor_nome_curto" => "CARLOS"
    "autor_email" => "carlosalbertodanss@gmail."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 35177
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 709
    "inscrito_id" => 2794
    "titulo" => "A ESCRITA COMO PROCESSO"
    "resumo" => """
      A ESCRITA COMO PROCESSO \r\n
      \r\n
      Carlos Alberto Dantas Silva\r\n
      UniGrendal. carlosalbertodanss@gmail.com\r\n
      \r\n
      José Ivanildo da Silva Soares\r\n
      UniGrendal. soasivanildoprof@hotmail.com\r\n
      \r\n
      Joselildo de Oliveira Alves\r\n
      UniGrendal. joselildo.oliveira@gmail.com\r\n
      \r\n
      José Olavo dos Santos\r\n
      UniGrendal. olavosport@hotmail.com\r\n
      \r\n
      \r\n
      RESUMO\r\n
      Neste trabalho analisaremos através da linha de pesquisa da Didática do Ensino de Língua o melhoramento da escrita dos alunos do 2ºano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Médio José de Lima, localiza no município de Baraúna-PB. Usando como suporte o gênero diário de bordo que será tratado como uma via para uma boa escrita, visto que, é uma escrita continuada e que abrange  os diversos tipos textuais. Traremos o conceito de escrita como processo que requer tempo e prática e não um dom de poucos,tomando por base Antunes (2003) e Garcez (2004). Já a Escola será tratada como formadora de um cidadão capaz de escrever em gêneros diversos, e não apenas uma instituição que promove uma escrita direcionada apenas para um determinado gênero textual,  alinhavando esse pensamento ao teórico Possenti(2012). Bakhtin(1997)  será base para trazermos os gêneros como imanentes de uma necessidade comunicativa, indissociáveis da sociedade e dos meios de comunicação, assim como, meios de aprendizagem dos alunos. Em seguida um dos princípios da boa escrita será posto que é a reescrita, não como uma mera correção de erros de ortografia, mas toda uma reorganização do texto, isso é, da ortografia a semântica, tomando por base Viana(2012).  Após   a análise dos textos reescritos  foi percebido um avanço quanto a grafia padrão das palavras, em relação  às marcas de oralidade como: pra, e o internetês: vc, foram reduzidos em 90% nos textos reescritos. A fase final foi a publicação dos textos  nas redes sociais , deixado a critério dos mesmos, pois não queríamos impor essa exposição dos textos .\r\n
      \r\n
      Palavras-chave: Diário de bordo, Escrita, Ensino.
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização"
    "palavra_chave" => "DIÁRIO DE BORDO, ESCRITA, ENSINO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA8_ID2794_03092017122024.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:20"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "CARLOS ALBERTO DANTAS SILVA"
    "autor_nome_curto" => "CARLOS"
    "autor_email" => "carlosalbertodanss@gmail."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA (UEPB)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

A ESCRITA COMO PROCESSO Carlos Alberto Dantas Silva UniGrendal. carlosalbertodanss@gmail.com José Ivanildo da Silva Soares UniGrendal. soasivanildoprof@hotmail.com Joselildo de Oliveira Alves UniGrendal. joselildo.oliveira@gmail.com José Olavo dos Santos UniGrendal. olavosport@hotmail.com RESUMO Neste trabalho analisaremos através da linha de pesquisa da Didática do Ensino de Língua o melhoramento da escrita dos alunos do 2ºano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Médio José de Lima, localiza no município de Baraúna-PB. Usando como suporte o gênero diário de bordo que será tratado como uma via para uma boa escrita, visto que, é uma escrita continuada e que abrange os diversos tipos textuais. Traremos o conceito de escrita como processo que requer tempo e prática e não um dom de poucos,tomando por base Antunes (2003) e Garcez (2004). Já a Escola será tratada como formadora de um cidadão capaz de escrever em gêneros diversos, e não apenas uma instituição que promove uma escrita direcionada apenas para um determinado gênero textual, alinhavando esse pensamento ao teórico Possenti(2012). Bakhtin(1997) será base para trazermos os gêneros como imanentes de uma necessidade comunicativa, indissociáveis da sociedade e dos meios de comunicação, assim como, meios de aprendizagem dos alunos. Em seguida um dos princípios da boa escrita será posto que é a reescrita, não como uma mera correção de erros de ortografia, mas toda uma reorganização do texto, isso é, da ortografia a semântica, tomando por base Viana(2012). Após a análise dos textos reescritos foi percebido um avanço quanto a grafia padrão das palavras, em relação às marcas de oralidade como: pra, e o internetês: vc, foram reduzidos em 90% nos textos reescritos. A fase final foi a publicação dos textos nas redes sociais , deixado a critério dos mesmos, pois não queríamos impor essa exposição dos textos . Palavras-chave: Diário de bordo, Escrita, Ensino.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.