Artigo Anais II CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

A DIMENSÃO LÚDICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO DE ESTUDANTES DE ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Palavra-chaves: NUTRIÇÃO INFANTIL, HÁBITOS ALIMENTARES, OBESIDADE Comunicação Oral (CO) AT-01: Medicina Publicado em 14 de junho de 2017

Resumo

No Brasil, nota-se que as transformações ocorridas devido à crescente urbanização e, consequente modernização, acarretaram mudanças no estilo de vida e nos hábitos alimentares da população, favorecendo o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. Tendo em vista que a alimentação é responsável por desempenhar um papel fundamental no ciclo de vida do indivíduo, destaca-se entre as fases da vida, a idade escolar. Dessa forma, tendo em vista que a escola é o melhor local para aquisição de bons hábitos alimentares, os programas para educação nutricional devem ser ativos, lúdicos e interativos, favorecendo mudança nas práticas alimentares por profissionais que tenham conhecimentos e habilidades para exercer tal atividade. Foram realizadas duas visitas, sendo a primeira para aplicação de um questionário para 32 alunos, cuja média de idade estabelecida foi de 12.93±1,10 anos, do 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Liceu de Artes e Ofícios e a segunda para promoção de saúde com base nas respostas obtidas para todos os alunos da classe, que representam 45 estudantes. Para a primeira visita foi feita uma análise quantitativa para estabelecer Índice de Massa Corporal (IMC), peso e altura dos participantes. Na segunda visita, foi ministrada uma aula sobre hábitos alimentares, a qual se baseou nos 10 Passos para a Alimentação Saudável, fornecido pelo Ministério da Saúde. Foram estabelecidos 2 jogos de forma simultânea, Jogo da Memória Gigante e Jogo de Tabuleiro Gigante. Ao final da atividade lúdica, foi realizado um quiz de perguntas e respostas para verificação de aprendizagem a partir dos jogos prévios estabelecidos. A média dos pesos dos 32 alunos foi 58,05±17,11 kg, enquanto que a altura mostrou valor de 1,64±0,101m. Quanto ao IMC a classificação Adequado ou Eutrófico mostrou-se prevalente nos sexos feminino e masculino (62,50%). Apenas 18,75% dos alunos questionados apresentaram um nível considerado ótimo no que diz respeito aos hábitos saudáveis, comprovando a necessidade da estimulação de bons hábitos alimentares. A situação apresentada pelos adolescentes neste estudo sinalizou para a necessidade de desenvolvimento de materiais educativos, conduzindo-os para uma intervenção nutricional. Levando-se em consideração os aspectos mencionados, percebe-se que a adoção de um estilo de vida saudável deve ocorrer desde a infância e a adolescência para que haja internalização dos hábitos de forma progressiva e natural.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.