Artigo Anais III CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES DOS CUIDADORES DOS IDOSOS INTERNADOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO REFERENTE AOS CUIDADOS PÓS-ALTA

Palavra-chaves: CUIDADOR, ASSISTENCIA, IDOSO Pôster (PO) Atenção integral à saúde: promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do idoso Publicado em 15 de junho de 2013

Resumo

INTRODUÇÃO: Os cuidadores informais de idosos muitas vezes recebem pouca ou nenhuma capacitação para realizar o cuidado para com a pessoa idosa, em virtude disso o Projeto “Cuidando de Quem Cuida: promovendo saúde na relação cuidador e idoso” teve como proposta de prestar assistência aos cuidadores, mas também capacitá-lo o mínimo possível para que ele possa realizar um cuidado qualificado, garantindo a manutenção da saúde do objeto de seu cuidado. OBJETIVO: Conhecer as dúvidas mais frequentes dos cuidadores de idoso internados no Hospital Universitário Alcides Carneiro em Campina Grande/PB acerca dos cuidados pós-alta hospitalar. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva com abordagem quanti-qualitativa, realizado no Hospital Universitário Alcides Carneiro, na cidade de Campina Grande-PB, no período de maio a dezembro de 2013. Para a coleta de dados, foi aplicado um questionário ao cuidador, posteriormente, foram agrupados em tabelas e discutidos com base na literatura pertinente. RESULTADOS: Dos 180 cuidadores, 49,4%(89) gostariam de receber mais informações a respeito do diagnóstico e tratamento da doença do idoso, 5,6%(10) referiram dúvidas em relação a alimentação, 3,3%(6) sobre as medicações e 5,0%(9) de “como cuidar do idoso melhor”. CONCLUSÃO: Observamos que muitos cuidadores necessitam de orientações, por esse fato, muitas vezes utilizam do artifício da improvisação na assistência ao idoso. Sabemos que é atribuição dos profissionais de saúde orientar tanto o idoso quanto o cuidador sobre a continuidade da assistência prestada. Sendo assim, cabe a esses profissionais orientar e capacitar o cuidador quanto aos cuidados básicos e específicos que deverão ser mantidos após alta da unidade hospitalar, objetivando melhorar a qualidade de vida e evitar as reinternações por falta de cuidados adequados em domicilio.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.