Artigo Anais III CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

ANÁLISE DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM IDOSOS ASSISTIDOS NO TRATAMENTO DO TABAGISMO: ENFOQUE MUTIDISCIPLINAR, REALIZADO EM CAMPINA GRANDE-PB.

Palavra-chaves: IMC, TABAGISMO, ENVELHECIMENTO Pôster (PO) Atenção integral à saúde: promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do idoso
"2013-06-15 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 2638
    "edicao_id" => 10
    "trabalho_id" => 1671
    "inscrito_id" => 3737
    "titulo" => "ANÁLISE DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM IDOSOS ASSISTIDOS NO TRATAMENTO DO TABAGISMO: ENFOQUE MUTIDISCIPLINAR, REALIZADO EM CAMPINA GRANDE-PB."
    "resumo" => "Introdução: O tabagismo é um dos principais problemas de saúde pública da atualidade. Estima-se que o hábito de fumar seja responsável por 85% dos óbitos provocados por enfisema e 45% dos óbitos por infarto do miocárdio, além de ser o responsável por 25% das mortes por doença cerebrovascular e 30% das provocadas por câncer. Além disso, é comum encontrarmos em tabagista associação com outros preditores de patologias cardiovasculares, como a obesidade. O excesso de peso se relaciona diretamente com o envelhecimento, o estado conjugal, a escolaridade e o sedentarismo. Alguns destes fatores também têm sido associados ao hábito de fumar e, consequentemente entre si, isto é entre hábito de fumar e excesso de peso. Juntos obesidade e tabagismo podem ser responsáveis por alto grau de morbimortalidade.Objetivo: Avaliar a associação entre índice de massa corpórea (IMC) e hábito de fumar em pacientes tabagistas atendidos no projeto Tratamento do Tabagismo: Enfoque Multidisciplinar realizado em Campina Grande-PB.Metodologia: Análise descritiva transversal baseando-se em um questionário estruturado, aplicado no período de março a junho de 2012, durante primeiro atendimento. A pesquisa, vinculada ao Programa de Bolsas de Extensão “Tratamento do Tabagismo: enfoque multidisciplinar”foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos do Hospital Universitário Alcides Carneiros (CEP-HUAC). Foram selecionados 80 pacientes, porém apenas 40 preencheram os critérios de inclusão, que foram ter concordado e assinado termo de consentimento livre e esclarecido e ter idade maior ou igual a 50 anos e estar com peso e altura anotados no prontuário durante primeira consultaResultados: Dos 40 pacientes analisados, temos 27,5% composta por homens, 72,5% por mulheres. 40,0% apresentam IMC normal (entre 18 e 25); 35,0% apresentam sobrepeso (IMC entre 25 e 30) e 25,0% apresentavam obesidade (IMC maior que 30). Entre os homens, tem-se que 90% apresentam-se acima do peso e entre as mulheres 48,27%. Os resultados revelam diferenças em relação ao sexo, com os homens apresentando maior prevalência de obesidade e maiores associações entre IMC com os fatores de riscos relacionados à gordura corpórea. Os dados obtidos por este estudo contribuem para ampliação do referencial antropométrico dos idosos. Vale ressaltar que o estudo não pode distinguir causa–efeito do sobrepeso/obesidade no envelhecimento. Conclusão: A prevalência da obesidade/sobrepeso em idosos assistidos pelo projeto é alta. O tabagismo e a obesidade associados aumentam a morbimortalidade no processo de envelhecimento humano. O estudo é importante para o desenvolvimento de ações preventivas da obesidade, uma vez que muitos pacientes como a maioria em questão já se apresentam acima do peso e tem medo de parar de fumar e engordar, reforçando o tratamento multidisciplinar no combate ao tabagismo. Palavras Chave: IMC, Tabagismo, Envelhecimento."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Atenção integral à saúde: promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do idoso"
    "palavra_chave" => "IMC, TABAGISMO, ENVELHECIMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Poster_idinscrito_3737_714000579a315492a037b68b4bb9c0b6.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:48"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:02"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "IVETE MARIA DE ARAÚJO VERAS"
    "autor_nome_curto" => "IVETE VERAS"
    "autor_email" => "ivete_veras@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UFCG"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais III CIEH"
    "edicao_evento" => "III Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2013"
    "edicao_logo" => "5e49e22597c9e_16022020214525.png"
    "edicao_capa" => "5f182b75a1cfe_22072020090509.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 2638
    "edicao_id" => 10
    "trabalho_id" => 1671
    "inscrito_id" => 3737
    "titulo" => "ANÁLISE DO ÍNDICE DE MASSA CORPÓREA EM IDOSOS ASSISTIDOS NO TRATAMENTO DO TABAGISMO: ENFOQUE MUTIDISCIPLINAR, REALIZADO EM CAMPINA GRANDE-PB."
    "resumo" => "Introdução: O tabagismo é um dos principais problemas de saúde pública da atualidade. Estima-se que o hábito de fumar seja responsável por 85% dos óbitos provocados por enfisema e 45% dos óbitos por infarto do miocárdio, além de ser o responsável por 25% das mortes por doença cerebrovascular e 30% das provocadas por câncer. Além disso, é comum encontrarmos em tabagista associação com outros preditores de patologias cardiovasculares, como a obesidade. O excesso de peso se relaciona diretamente com o envelhecimento, o estado conjugal, a escolaridade e o sedentarismo. Alguns destes fatores também têm sido associados ao hábito de fumar e, consequentemente entre si, isto é entre hábito de fumar e excesso de peso. Juntos obesidade e tabagismo podem ser responsáveis por alto grau de morbimortalidade.Objetivo: Avaliar a associação entre índice de massa corpórea (IMC) e hábito de fumar em pacientes tabagistas atendidos no projeto Tratamento do Tabagismo: Enfoque Multidisciplinar realizado em Campina Grande-PB.Metodologia: Análise descritiva transversal baseando-se em um questionário estruturado, aplicado no período de março a junho de 2012, durante primeiro atendimento. A pesquisa, vinculada ao Programa de Bolsas de Extensão “Tratamento do Tabagismo: enfoque multidisciplinar”foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos do Hospital Universitário Alcides Carneiros (CEP-HUAC). Foram selecionados 80 pacientes, porém apenas 40 preencheram os critérios de inclusão, que foram ter concordado e assinado termo de consentimento livre e esclarecido e ter idade maior ou igual a 50 anos e estar com peso e altura anotados no prontuário durante primeira consultaResultados: Dos 40 pacientes analisados, temos 27,5% composta por homens, 72,5% por mulheres. 40,0% apresentam IMC normal (entre 18 e 25); 35,0% apresentam sobrepeso (IMC entre 25 e 30) e 25,0% apresentavam obesidade (IMC maior que 30). Entre os homens, tem-se que 90% apresentam-se acima do peso e entre as mulheres 48,27%. Os resultados revelam diferenças em relação ao sexo, com os homens apresentando maior prevalência de obesidade e maiores associações entre IMC com os fatores de riscos relacionados à gordura corpórea. Os dados obtidos por este estudo contribuem para ampliação do referencial antropométrico dos idosos. Vale ressaltar que o estudo não pode distinguir causa–efeito do sobrepeso/obesidade no envelhecimento. Conclusão: A prevalência da obesidade/sobrepeso em idosos assistidos pelo projeto é alta. O tabagismo e a obesidade associados aumentam a morbimortalidade no processo de envelhecimento humano. O estudo é importante para o desenvolvimento de ações preventivas da obesidade, uma vez que muitos pacientes como a maioria em questão já se apresentam acima do peso e tem medo de parar de fumar e engordar, reforçando o tratamento multidisciplinar no combate ao tabagismo. Palavras Chave: IMC, Tabagismo, Envelhecimento."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Atenção integral à saúde: promoção, prevenção, tratamento e reabilitação do idoso"
    "palavra_chave" => "IMC, TABAGISMO, ENVELHECIMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "Poster_idinscrito_3737_714000579a315492a037b68b4bb9c0b6.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:48"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:02"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "IVETE MARIA DE ARAÚJO VERAS"
    "autor_nome_curto" => "IVETE VERAS"
    "autor_email" => "ivete_veras@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UFCG"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais III CIEH"
    "edicao_evento" => "III Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2013
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2013"
    "edicao_logo" => "5e49e22597c9e_16022020214525.png"
    "edicao_capa" => "5f182b75a1cfe_22072020090509.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2013-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 15 de junho de 2013

Resumo

Introdução: O tabagismo é um dos principais problemas de saúde pública da atualidade. Estima-se que o hábito de fumar seja responsável por 85% dos óbitos provocados por enfisema e 45% dos óbitos por infarto do miocárdio, além de ser o responsável por 25% das mortes por doença cerebrovascular e 30% das provocadas por câncer. Além disso, é comum encontrarmos em tabagista associação com outros preditores de patologias cardiovasculares, como a obesidade. O excesso de peso se relaciona diretamente com o envelhecimento, o estado conjugal, a escolaridade e o sedentarismo. Alguns destes fatores também têm sido associados ao hábito de fumar e, consequentemente entre si, isto é entre hábito de fumar e excesso de peso. Juntos obesidade e tabagismo podem ser responsáveis por alto grau de morbimortalidade.Objetivo: Avaliar a associação entre índice de massa corpórea (IMC) e hábito de fumar em pacientes tabagistas atendidos no projeto Tratamento do Tabagismo: Enfoque Multidisciplinar realizado em Campina Grande-PB.Metodologia: Análise descritiva transversal baseando-se em um questionário estruturado, aplicado no período de março a junho de 2012, durante primeiro atendimento. A pesquisa, vinculada ao Programa de Bolsas de Extensão “Tratamento do Tabagismo: enfoque multidisciplinar”foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos do Hospital Universitário Alcides Carneiros (CEP-HUAC). Foram selecionados 80 pacientes, porém apenas 40 preencheram os critérios de inclusão, que foram ter concordado e assinado termo de consentimento livre e esclarecido e ter idade maior ou igual a 50 anos e estar com peso e altura anotados no prontuário durante primeira consultaResultados: Dos 40 pacientes analisados, temos 27,5% composta por homens, 72,5% por mulheres. 40,0% apresentam IMC normal (entre 18 e 25); 35,0% apresentam sobrepeso (IMC entre 25 e 30) e 25,0% apresentavam obesidade (IMC maior que 30). Entre os homens, tem-se que 90% apresentam-se acima do peso e entre as mulheres 48,27%. Os resultados revelam diferenças em relação ao sexo, com os homens apresentando maior prevalência de obesidade e maiores associações entre IMC com os fatores de riscos relacionados à gordura corpórea. Os dados obtidos por este estudo contribuem para ampliação do referencial antropométrico dos idosos. Vale ressaltar que o estudo não pode distinguir causa–efeito do sobrepeso/obesidade no envelhecimento. Conclusão: A prevalência da obesidade/sobrepeso em idosos assistidos pelo projeto é alta. O tabagismo e a obesidade associados aumentam a morbimortalidade no processo de envelhecimento humano. O estudo é importante para o desenvolvimento de ações preventivas da obesidade, uma vez que muitos pacientes como a maioria em questão já se apresentam acima do peso e tem medo de parar de fumar e engordar, reforçando o tratamento multidisciplinar no combate ao tabagismo. Palavras Chave: IMC, Tabagismo, Envelhecimento.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.