Artigo Anais III CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

CUIDADOS PALIATIVOS E IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE

Palavra-chaves: CUIDADOS PALIATIVOS, IDOSOS, TERMINALIDADE Tema Livre (TL) Cuidados paliativos: percurso e terminalidade Publicado em 15 de junho de 2013

Resumo

Introdução: Os Cuidados Paliativos (CP) dizem respeito aos cuidados integrais ao paciente, com prioridade no controle de sintomas de desconforto e sofrimento que podem acontecer durante o processo de diagnóstico e de tratamento de uma doença grave. Eles são mais bem definidos como cuidados de proteção – proteção contra o sofrimento causado pela doença ou por seu tratamento¹. O relatório Europeu da Organização Mundial da Saúde sobre Cuidados Paliativos enfaticamente afirma que “existe considerável evidência de que as pessoas idosas sofrem desnecessariamente, por causa de uma falta de avaliação generalizada e tratamento de seus problemas e falta de acesso a programas de cuidados paliativos”². O interesse em realizar o presente estudo reporta-se a relevância dos cuidados paliativos para a prática do cuidar humanizado ao ser idoso. Objetivo: Analisar a produção científica sobre Cuidados Paliativos ao Paciente Idoso, disseminada em periódicos online, no período de 2006 a 2011. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de natureza documental, apresentando as seguintes etapas operacionais: Primeira Etapa – Levantamento online das publicações sobre a Temática do Estudo Proposto na literatura nacional, na Biblioteca Virtual em Saúde. Segunda Etapa– Seleção e Registro das publicações em consonância com os objetivos propostos para o Estudo. Terceira Etapa – Agrupamento e Análise dos Dados apresentados por meio de representação gráfica e em seguida analisados à luz da literatura pertinente ao tema em estudo. Resultados e Discussões: É perceptível que nos três últimos anos do nosso estudo, houve um grande avanço no número de publicações referente à temática em questão, mais necessariamente em 2009. Constatou-se que as publicações relacionadas ao tema ainda ascendem de forma lenta, se comparadas a outras temáticas. O estudo acerca dos cuidados paliativos ao paciente idoso portadores de doenças incuráveis, mais que não encontram-se em estado terminal ainda é deficiente, o percentual de publicações não é tão significativo, a não ser quando relaciona-se com o término de vida destes. Conclusão: É considerável, a necessidade de a enfermagem brasileira investir em pesquisas e assim preparar-se para assistir o idoso em seu processo de finitude, promovendo estratégias de cuidado, onde o intuito exclusivo de “curar” dá espaço à promoção de uma melhor “qualidade de vida” até seu último instante, sendo esta, a população que mais cresce no país, mostrando-se numérica e qualitativamente, uma importante parcela no total de habitantes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.