Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO E AUTONOMIA FUNCIONAL DOS IDOSOS DO CENTRO DE CONVIVÊNCIA DO IDOSO EM ITAJAÍ – SC

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO, CENTRO DE CONVIVÊNCIA E LAZER, SAÚDE DO IDOSO Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT-1: GERONTOGERIATRIA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

O envelhecimento é um processo de tornar-se mais velho, havendo maior suscetibilidade ao processo degenerativo, principalmente a incapacidade funcional, muito temida pelo idoso. Portanto, evitá-la ou postergá-la, significa proporcionar qualidade de vida ao idoso. Com o crescimento desta população, amplia-se o risco das doenças crônicas e da incapacidade funcional. Os Centros de Convivências possibilitam um maior desenvolvimento do idoso, fortalecendo sua autonomia, o convívio comunitário e social que influenciam positivamente à independência funcional. Este estudo objetivou descrever as características sociodemográficas e a autonomia funcional das pessoas que frequentam o Centro de Convivência do Idoso (CCI), na cidade de Itajaí, Santa Catarina. A amostra foi composta por 71 idosos de ambos os sexos, as entrevistas ocorreram de setembro de 2014 a março de 2015, utilizando o instrumento de avaliação multidimensional - BRAZIL OLD AGE SCHEDULE (BOAS), seções I, II e IV. Os resultados demonstraram prevalência do sexo feminino (79%), na maioria viúvas e da baixa escolaridade. Os participantes encontram-se satisfeitos com a vida de forma geral, os poucos que manifestaram insatisfação apontaram a saúde como principal motivo. De maneira geral os idosos apresentaram bons índices de autonomia funcional, nas atividades instrumentais de vida diária, e independência para as atividades básicas de vida diária. Observou-se um perfil mais autônomo, ativo e independente dos idosos frequentadores do CCI, conferindo a eles boa participação nas atividades sociais, culturais e de lazer. 98,59% dos idosos referem praticar algum tipo de esporte no CCI, além de dança, pilates, ginástica e jogos. Acredita-se que o levantamento do perfil dos idosos que participam do Centro de Convivência do Idoso possa favorecer o direcionamento de ações no plano da saúde, além de colaborar com do direcionamento das ações desenvolvidas naquele local. Espera-se que esta pesquisa sirva de referência para a ampliação da participação de mais idosos no projeto, assim como de espaços desta natureza.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.