Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 237
ENVELHECIMENTO HUMANO E SEUS FATORES: UM OLHAR DE UM GRUPO DE IDOSOS ATIVOS ASSISTIDOS PELA FISIOTERAPIA

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO HUMANO, IDOSOS, FISIOTERAPIA, QUALIDADE DE VIDA Pôster (PO) / Poster Submission AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

Introdução:O envelhecimento é um processo de diminuição orgânica e funcional não decorrente de doenças, e que acontece inevitavelmente com o passar do tempo (ERMIDA 1999). Jacob e Filho et al., (2006) ainda acrescentam que a senescência ou envelhecimento fisiológico é um conjunto de alterações que ocorrem no organismo humano, em perda progressiva da reserva funcional sem que comprometam as necessidades básicas da manutenção da vida. Levando em consideração o aspecto dimensional do envelhecimento, observa-se que quando o idoso entra nesta fase, ocorrem alterações que perpassam as três dimensões humanas: biológica, cronológica e social. Para Organização de Saúde (OMS), a velhice é definida como modificações fisiomórficas e psicológicas e ininterruptas a ação do tempo sobre pessoas (ARAUJO, 2001). Mediante os problemas relacionados ao processo do envelhecimento estes estão diretamente ligados as condições e qualidade de vida do individuo e esse fenômeno estar, mas presente no mundo atual. Justifica-se cada vez, mas necessário investigar mecanismos que ajudem essa crescente população a ter uma vida mais saudável, bem como, que os mesmo possam compreender como se dar este processo que é individual, dinâmico e irreversível.Este estudo tem por objetivo analisar a percepção dos idosos ativos sobre o processo de envelhecimento e suas repercussões.Tendo como objetivos específicos: caracterizar o perfil sociodemográfico dos idosos envolvidos na pesquisa e conhecer as condições de saúde e assistenciais dos idosos envolvidos.Metodologia:O referido estudo trata-se de uma pesquisa de campo, com caráter exploratório e abordagem qualitativa. A pesquisa foi realizada no CCI (Centro De Convivência Do Idoso) da cidade de João Pessoa-PB. Em relação à assistência prestada, o CCI oferece programas de atendimentos nos dois turnos, envolvendo: atividade física, passeios, cursos. Inicialmente constituídos de um universo de 35 idosos atendido no período vigente da pesquisa, usuários do CCI (Centro De Convivência do Idoso), na faixa etária de 60 anos ou mais.A coleta de dados foi viabilizada através de um roteiro de entrevista semiestruturado contendo dados sociodemográficos, dados clínicos, assistenciais e sobre o objeto de estudo envelhecimento, pertinente aos objetivos propostos. Em relação aos aspectos éticos, envolvendo seres humanos, para o seu desenvolvimento foi respeitada e atendida às diretrizes da resolução 466/ 2012 do Conselho Nacional de Saúde, que defende a pesquisa seres humanos. Conclusão:Ao longo da análise, concluíram-se que os idosos entrevistados, acerca da qualidade de vida saudável e seus fatores, ainda não estavam bem familiarizados com este conceito e que passam poucas informações em relação aos mesmos. Os sujeitos participantes da pesquisa afirmam terem tido melhorias em alguns aspectos de sua qualidade de vida após o ingresso no CCI, com o convívio de pessoas e a participação nos grupos de exercício realizados pela fisioterapia e mais ânimo para sair de casa.Percebe-se que os participantes através das atividades, sentem-se valorizado socialmente. Conclui-se, que os idosos ativos, constroem uma socialização maior, pois além dos benefícios físicos que proporcionam, aumenta à autoestima de qualquer pessoa, sente mais à vontade para participar de atividades de grupo de conveniência e isso os alegra, e proporciona contatos com outras pessoas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.