Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

PERFIL ECONÔMICO E SOCIODEMOGRÁFICO DE IDOSOS FRÁGEIS

Palavra-chaves: IDOSO, ENVELHECIMENTO, FRAGILIDADE Pôster (PO) AT-04: ENFERMAGEM
"2016-06-15 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 19375
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 446
    "inscrito_id" => 1514
    "titulo" => "PERFIL ECONÔMICO E SOCIODEMOGRÁFICO DE IDOSOS FRÁGEIS"
    "resumo" => "O envelhecer é um processo complexo, dinâmico e individual, que promove uma diminuição progressiva da reserva funcional do indivíduo. Em condições normais não é comum ocorrer problemas, mas em situação de sobrecarga predispõe o idoso a problemas de saúde como a Síndrome da Fragilidade. Trata-se de um estudo transversal, que teve por objetivo traçar o perfil econômico e sociodemográfico de idosos frágeis cadastrados em Unidades de Saúde da Família de um município da Região Nordeste do Brasil. A amostra probabilística resultou na participação de 171 idosos, destes 87 foram classificados como frágeis pela Escala de Fragilidade de Edmonton. Os dados foram coletados mediante entrevistas domiciliares. Os instrumentos utilizados foram o roteiro socioeconômico e a Escala de Fragilidade de Edmontom (EFS). Os dados coletados foram analisados pelo aplicativo SPSS 20. Houve predominância do sexo feminino (66,7%), faixa etária de 80 anos ou mais (25,3%), analfabetos (43,7%), casados (54,0%) e com renda familiar entre 1 a 3 salários mínimos (56,3%). Foi evidenciado que além de uma condição de declínio funcional, a fragilidade deve ser compreendida por seu caráter multidimensional. Tais achados são importantes, pois podem auxiliar profissionais da saúde no planejamento de ações para promoção e prevenção da ocorrência da fragilidade no indivíduo idoso."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-04: ENFERMAGEM"
    "palavra_chave" => "IDOSO, ENVELHECIMENTO, FRAGILIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD4_SA4_ID1514_20052016194714.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:05"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:11"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NÍVEA MARIA IZIDRO DE BRITO"
    "autor_nome_curto" => "NÍVEA MARIA"
    "autor_email" => "niveamariaufpb@yahoo.com."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 19375
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 446
    "inscrito_id" => 1514
    "titulo" => "PERFIL ECONÔMICO E SOCIODEMOGRÁFICO DE IDOSOS FRÁGEIS"
    "resumo" => "O envelhecer é um processo complexo, dinâmico e individual, que promove uma diminuição progressiva da reserva funcional do indivíduo. Em condições normais não é comum ocorrer problemas, mas em situação de sobrecarga predispõe o idoso a problemas de saúde como a Síndrome da Fragilidade. Trata-se de um estudo transversal, que teve por objetivo traçar o perfil econômico e sociodemográfico de idosos frágeis cadastrados em Unidades de Saúde da Família de um município da Região Nordeste do Brasil. A amostra probabilística resultou na participação de 171 idosos, destes 87 foram classificados como frágeis pela Escala de Fragilidade de Edmonton. Os dados foram coletados mediante entrevistas domiciliares. Os instrumentos utilizados foram o roteiro socioeconômico e a Escala de Fragilidade de Edmontom (EFS). Os dados coletados foram analisados pelo aplicativo SPSS 20. Houve predominância do sexo feminino (66,7%), faixa etária de 80 anos ou mais (25,3%), analfabetos (43,7%), casados (54,0%) e com renda familiar entre 1 a 3 salários mínimos (56,3%). Foi evidenciado que além de uma condição de declínio funcional, a fragilidade deve ser compreendida por seu caráter multidimensional. Tais achados são importantes, pois podem auxiliar profissionais da saúde no planejamento de ações para promoção e prevenção da ocorrência da fragilidade no indivíduo idoso."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-04: ENFERMAGEM"
    "palavra_chave" => "IDOSO, ENVELHECIMENTO, FRAGILIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD4_SA4_ID1514_20052016194714.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:05"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:11"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NÍVEA MARIA IZIDRO DE BRITO"
    "autor_nome_curto" => "NÍVEA MARIA"
    "autor_email" => "niveamariaufpb@yahoo.com."
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O envelhecer é um processo complexo, dinâmico e individual, que promove uma diminuição progressiva da reserva funcional do indivíduo. Em condições normais não é comum ocorrer problemas, mas em situação de sobrecarga predispõe o idoso a problemas de saúde como a Síndrome da Fragilidade. Trata-se de um estudo transversal, que teve por objetivo traçar o perfil econômico e sociodemográfico de idosos frágeis cadastrados em Unidades de Saúde da Família de um município da Região Nordeste do Brasil. A amostra probabilística resultou na participação de 171 idosos, destes 87 foram classificados como frágeis pela Escala de Fragilidade de Edmonton. Os dados foram coletados mediante entrevistas domiciliares. Os instrumentos utilizados foram o roteiro socioeconômico e a Escala de Fragilidade de Edmontom (EFS). Os dados coletados foram analisados pelo aplicativo SPSS 20. Houve predominância do sexo feminino (66,7%), faixa etária de 80 anos ou mais (25,3%), analfabetos (43,7%), casados (54,0%) e com renda familiar entre 1 a 3 salários mínimos (56,3%). Foi evidenciado que além de uma condição de declínio funcional, a fragilidade deve ser compreendida por seu caráter multidimensional. Tais achados são importantes, pois podem auxiliar profissionais da saúde no planejamento de ações para promoção e prevenção da ocorrência da fragilidade no indivíduo idoso.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.