Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 297
ESTUDO DE UTILIZAÇÃO DE ANTINEOPLÁSICOS NA PEDIATRIA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Palavra-chaves: ESTUDO DE UTILIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS, ANTINEOPLÁSICOS, PEDIATRIA, USO RACIONAL Comunicação Oral (CO) AT-03: FARMÁCIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

O Estudo de utilização de medicamentos (EUM) revela-se como fundamental para o desenvolvimento da assistência farmacêutica, visando à promoção da saúde e o uso racional de medicamento, com importante enfoque para a unidade de oncologia pediátrica, frente à vulnerabilidade inerente a esta faixa etária, o elevado número de casos de câncer infanto-juvenil, os avanços tecnológicos das terapias Antineoplásicas e a boa resposta à terapêutica. Teve-se como objetivo conhecer os padrões de utilização de Antineoplásicos com base no perfil epidemiológico da população atendida. Estudo retrospectivo, transversal e observacional, com a análise de prescrição médica, contendo antineoplásicos e adjuvantes. Perante análise de 167 prescrições, resultantes de 37 pacientes oncológicos em tratamento, sendo 20 (54,1%) internos e 17 (45,9%) ambulatoriais, provenientes de janeiro – março de 2016. Na totalidade de 669 medicamentos, sendo 302 (45,14%) antineoplásicos e 367 (54,86%) adjuvantes, com média de, aproximadamente, quatro medicamentos por prescrição. Foi observada prevalência do sexo masculino com 53,6% e 46,4% do sexo feminino. A faixa etária dos pacientes internos, variou de 10 meses a 17 anos, com incidência superior de câncer no grupo entre 2 a 6 anos, cerca de 9 (50%) pacientes. Os agentes antineoplásicos mais empregados foram metotrexado (22,52%), mercaptopurina (17,88%) e vincristina (12,58%). Pode-se, portanto, concluir que o uso racional de medicamentos é um objetivo alcançável e, por conseguinte, a melhoria na qualidade da assistência, favorecendo a otimização dos tratamentos e o aumento da qualidade de vida dos pacientes.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.