Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

CONSCIENTIZAÇÃO CORPORAL NA MATURIDADE

Palavra-chaves: CONSCIÊNCIA CORPORAL, AUTO CIUADADO, MULHER Pôster (PO) AT-09: FISIOTERAPIA Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

Resumo: Em uma perspectiva preventiva e terapêutica, o projeto de extensão desenvolvido através do Grupo de Conscientização Corporal na Maturidade propõe enfatizar a compreensão acerca do corpo, a partir da articulação dos aspectos biopsicossociais, energéticos, culturais e espirituais, com discussões sobre as alterações corporais mais comuns. Possibilitando através de conduta educativa, instruções teóricas e percepções corporais vivenciadas, a viabilização para a conscientização corporal, estimular o auto-cuidado e/ou a minimização de sintomas dolorosos. O projeto funciona com dois encontros semanais com duração de 1h e 30min cada, oferecendo uma conduta diferenciada, voltada à saúde integral do corpo. Atualmente o grupo conta com cerca de 15 mulheres, com faixas etárias entre 47 e 70 anos, tendo atividades ocupacionais variadas. O principal fator que as motivou a participar do grupo foi a ocorrência de desconfortos músculo-esqueléticos, associados a alterações ortopédicas, reumatológicas e geriátricas. Para as integrantes do projeto, a conduta educativa e a conscientização corporal enquanto práticas preventivas e terapêuticas, trazem repercussões positivas na esfera comportamental, sugerindo a realização da co-responsabilidade terapêutica, e apontando para a minimização da ocorrência de tensão/dor músculo-esquelética/estresse através da compreensão e da valorização corpo. Acadêmicos envolvidos experimentam a vivência das atividades na Extensão Universitária, ratificam a articulação Ensino-Pesquisa e reforçam a viabilidade de reflexões e prática acerca da conscientização corporal, visto que, o corpo além de ser o local de atuação/expressão pessoal e elemento de individualização é um dos responsáveis pela articulação e desempenho dos diversos papéis sociais.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.