Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 249
AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA DO EFEITO DO EXTRATO DE FOLHAS DE INDIGOFERA SUFFRUTICOSA NA MUCOSA HEPÁTICA DE CAMUNDONGOS

Palavra-chaves: HEPATOTOXICIDADE, INDIGOFERA SUFFRUTICOSA, ENZIMAS SÉRICAS Pôster (PO) AT-12: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

A Indigofera suffruticosa Mill é uma planta da família Fabaceae originária da Índia, comum em toda a região tropical e subtropical. (BRAGA, 1976.). As hepatopatias representam um importante problema na saúde mundial devido à quantidade de medicamentos utilizados no tratamento de doenças hepáticas serem ainda pequenas (MURIEL; RIVERAESPINOZA, 2008). Devido ao intenso uso popular de Indigofera suffruticosa, este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade hepatoprotetora do extrato metanólico de suas folhas através de análise bioquímica dos níveis das enzimas séricas: alanina-trasaminase (TGP), aspartato-transaminase (TGO) e fosfatase alcalina. Foram utilizados 30 camundongos albinos suíços machos, saudáveis, com idade de 40 dias, pesando em média 35 a 45g, os animais receberam água, ração e foram mantidos em condições normais. Diferentes grupos de camundongos (n=6) receberão previamente o extrato metanólico das folhas de I. suffruticosa nas concentrações de 12,5; 25 e 50 mg/Kg de peso vivo do animal. Os grupos controles receberam solução de NaCl 0,9%, o controle negativo não sofreu indução de lesão enquanto o controle positivo recebeu o indutor de lesão (paracetamol) de acordo com o protocolo experimental. Todos os grupos receberão 300 mg/ Kg de paracetamol por via oral, no último dia de tratamento. Os animais foram sacrificados, por deslocamento cervical e o sangue foi coletado para avaliação bioquímica.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.